Adão Júnior: "Andrigo pode ser o meia para assumir a camisa 10 do Juventude" - Esportes - Pioneiro

Coluna Digital09/03/2017 | 06h05Atualizada em 09/03/2017 | 06h05

Adão Júnior: "Andrigo pode ser o meia para assumir a camisa 10 do Juventude"

Jogador de 22 anos está perto de ser emprestado pelo Inter para o time de Gilmar Dal Pozzo

Adão Júnior: "Andrigo pode ser o meia para assumir a camisa 10 do Juventude" Camila Domingues/Especial
Andrigo foi o craque do Gauchão de 2016 e estava atuando na Primeira Liga de 2017 Foto: Camila Domingues / Especial

A grande contratação do Juventude para a Série B do Brasileiro não vai custar praticamente nada para o clube. Aos 22 anos, o meia Andrigo está bem perto de ser emprestado pelo Inter, em uma contrapartida interessante depois do fornecimento de reforços em série para o Beira-Rio, como o centroavante Brenner, o técnico Antônio Carlos Zago, o atacante Roberson e o zagueiro Klaus.

Craque do Gauchão do ano passado, o ex-camisa 10 colorado tem tudo para ser o salto de qualidade que o time alviverde precisa para fazer um bom 2017. Teria o salário bancado pelo Inter e viria com vontade de jogar para aparecer cada vez mais no cenário nacional.

Andrigo pode ser o meia para assumir a camisa 10 do Juventude, mesmo com a concorrência de Wallacer, Felipe Lima e do jovem Diego Souza. E para quem acha que ele não atuou em 2017, confira os jogos do Inter na Primeira Liga. Foi titular e fez golaço. É que no time principal tem D'Alessandro e Seijas.

O presidente do Inter, Marcelo Medeiros, admitiu em entrevista à Rádio Gaúcha que o clube pode emprestar alguns atletas para o Juventude. Mesmo não citando nomes, informações de bastidores dão conta de que Andrigo e o jovem zagueiro Eduardo estão próximos do acerto. Zago visitou dirigentes papos no Jaconi na última segunda-feira e se prontificou a ajudar nas negociações.

Andrigo e Eduardo não fizeram parte do grupo que viajou para São Luís, no Maranhão, onde o Inter enfrentou o Sampaio Corrêa nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, o que aumentou a especulação sobre o negócio. A dupla viria a custo zero, em uma compensação combinada no momento da ida de Klaus para o clube colorado. 

O empréstimo do meia Andrigo seria o mais interessante e promissor dos últimos anos da dupla Gre-Nal para a dupla Ca-Ju. Talvez comparado somente ao do goleiro Muriel para o Caxias em 2009, já que o do atacante Marinho, um ano antes, não representou na prática o sucesso que se imaginava, assim como o de Roberson para o Ju na primeira passagem dele pelo Jaconi, em 2010.

Cada vez que se especula um empréstimo de algum jogador de Grêmio ou Inter para Caxias ou Juventude, os torcedores falam o seguinte: "lá vem mais um refugo da dupla Gre-Nal." Como no caso do atacante Taiberson, que no final das contas pode acabar contrariando a lógica. Andrigo não é refugo. É do mesmo nível ou mais do que Brenner, Roberson e Klaus, que foram para o lado de lá.


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros