Caxias vence o São José no Passo D'Areia e segue na vice-liderança do Gauchão - Esportes - Pioneiro

Grande fase24/02/2017 | 21h22Atualizada em 24/02/2017 | 21h37

Caxias vence o São José no Passo D'Areia e segue na vice-liderança do Gauchão

Time de Luiz Carlos Winck fez 3 a 1, com gols de Elyeser, Bindé (contra) e Wagner. Felipe Guedes descontou

Caxias vence o São José no Passo D'Areia e segue na vice-liderança do Gauchão Camila Domingues/Especial
Centroavante Jajá quase marcou um golaço no primeiro tempo Foto: Camila Domingues / Especial
Pioneiro
Pioneiro

Em grande fase no Gauchão, o Caxias não tomou conhecimento do São José na noite desta sexta-feira, no Estádio Passo D'Areia, em Porto Alegre, e abriu a quinta rodada com vitória de 3 a 1. Com portões fechados devido à falta de laudo dos bombeiros, só os profissionais envolvidos na partida viram o golaço de Elyeser e a mancada de Alexandre Bindé. 

Em um jogo que começou muito equilibrado e corrido na grama sintética, quase nenhuma chance foi criada nos primeiros 10 minutos. Finalização mesmo só aos 11, quando o centroavante Jajá aparou cruzamento da direita, girou sobre a zaga e chutou mascado para fora.

A resposta do São José veio aos 18 minutos. O lateral Marcel avançou pela esquerda, cortou para a direita e bateu forte de fora da área, mas a bola passou perto do gol de Marcelo Pitol. A iniciativa em chutes de longe, bolas aéreas e jogadas ensaiadas de falta virou tendência até o final do primeiro tempo.

Aos 25 minutos, a marcação alta do Caxias começou a dar resultado. O volante Elyeser roubou uma bola da defesa do Zequinha, esperou ela cair após a dividida e emendou de primeira, de fora da área. O chutaço surpreendeu o bom goleiro Fábio Rampi: golaço e 1 a 0.

— Fui feliz em roubar a bola, vi o goleiro voltando e acertei um belo chute. Também tive a felicidade de pegar o goleiro no contrapé — comemorou o camisa 8 grená.

Aos 34, o meia-atacante Júlio César puxou um rápido contra-ataque e lançou em diagonal para Elyeser. Alexandre Bindé chegou antes e tentou recuar para Fábio. O problema é que Bindé pegou mal na bola e encobriu o goleiro: gol contra e 2 a 0 para o time de Winck.

Com o placar favorável, o Caxias passou a tomar conta do jogo. Tanto que ainda teve tempo para o matador Jajá acertar um baita chute de primeira aos 44 minutos, mas a bola caprichosamente bateu na trave. Seria outro golaço.

No segundo tempo, o São José tentou reagir cedo. Aos 10 minutos, Felipe Guedes foi derrubado por Elyeser e o árbitro Leandro Vuaden assinalou pênalti. Porém, na cobrança, Rafinha bateu forte e Marcelo Pitol fez uma grande defesa, como de costume ao longo de sua carreira.

Aos poucos, o Caxias conseguiu segurar o ímpeto de reação natural do Zequinha. A dificuldade da equipe dona da casa era infiltrar na defesa grená. Com isso, passou a arriscar chutes de longe e cruzamentos forçados para a área.

E para tranquilizar ainda mais, um pênalti despretensioso para o Caxias foi marcado aos 21 minutos, após Claudinho botar a mão na cara de Nicolas. O meia Wagner cobrou com categoria e ampliou para 3 a 0.

No entanto, aos 28 minutos o Zequinha voltou a reagir. Felipe Guedes desviou de cabeça depois de um chute forte de Marcel e superou Pitol para diminuir o placar: 3 a 1. Só que já era tarde para reverter um resultado que se desenhou ainda na primeira etapa. Com a terceira vitória no Gauchão, o Caxias chegou aos 10 pontos e manteve a vice-liderança.



 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com"Sensação é de que estamos inseguros sempre", diz prefeito de Vacaria após filho ser baleado em assalto https://t.co/4WTR5Uw9Sg #pioneirohá 4 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comManifestantes fazem cordão humano e bloqueiam o trânsito na Rua Sinimbu, em Caxias https://t.co/z4tERH8ZZe #pioneirohá 19 minutosRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros