"Quero ver meu filho", diz pai de goleiro que sobreviveu ao acidente na Colômbia - Esportes - Pioneiro

Tristeza29/11/2016 | 14h26Atualizada em 29/11/2016 | 17h14

"Quero ver meu filho", diz pai de goleiro que sobreviveu ao acidente na Colômbia

Paulo Follmann, pai de Jackson Follmann, mora em Boa Vista do Buricá e viajou para Chapecó para saber mais informações do jogador

"Quero ver meu filho", diz pai de goleiro que sobreviveu ao acidente na Colômbia Juan Barbosa/Agencia RBS
Após uma passagem pela base do Grêmio, Follmann se destacou nos juniores do Ju e logo subiu para o time principal Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

— É um milagre o que aconteceu com ele. Sobreviver a um acidente de avião é um milagre.

Essa é uma das poucas declarações de Paulo Follmann, pai de Jackson Follmann, um dos sobreviventes da queda do avião na Colômbia. Emocionado e quase sem conseguir falar, ele estava apreensivo no início da tarde para saber mais informações sobre o estado de saúde do filho. Os pais do jogador moram em Boa Vista do Buricá, mas no final da manhã desta terça saíram da cidade no Noroeste do Estado para ir até Chapecó, onde familiares de outros sobreviventes se reúnem desde o início do dia.

Leia mais:
Avião com time da Chapecoense sofre acidente na Colômbia
Veja lista de passageiros do avião da Chapecoense que se acidentou
Avião da FAB levará familiares para identificar as vítimas na Colômbia

— Não sabemos como ele está realmente. Sabemos que ele sobreviveu, foi resgatado e encaminhado para um hospital. Alguns falam que ele tem alguns ferimentos pelo corpo, outros falam em uma situação mais crítica, mas eu não sei. Quero ver meu filho — diz.

Segundo informações da repórter Lívia Laranjeira, do SporTV, Follmann teve uma das pernas amputadas em decorrência do acidente. Além do jogador de 24 anos, outros dois atletas do Chapecoense estão internados em hospitais: o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel.

Alan Ruschel foi o primeiro jogador da Chapecoense a ser resgatado pelos bombeiros Foto: Reprodução / Twitter

Após uma passagem pela base do Grêmio, Jackson Follmann se destacou nos juniores do Juventude e logo subiu para o time principal. Arrojado e com muita personalidade, o jogador rapidamente ganhou as primeiras oportunidades como titular e, em 2012, defendeu a meta alviverde no Gauchão, Copa do Brasil e Série C. Gaúcho de Alecrim, ele foi negociado com o Grêmio em 2013, em pacote que também tinha Alex Telles, Ramiro e Bressan. Sem oportunidades no time gremista, foi para o Linense-SP. Neste ano, ele foi o principal destaque da URT, na disputa do Campeonato Mineiro. As atuações chamaram a atenção da Chapecoense, que contratou o goleiro para ser reserva de Danilo.

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPioneiro Esportes https://t.co/GednbwUZOP #pioneirohá 40 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEscola da Serra estimula sucessão familiar nas propriedades rurais https://t.co/7RO3oNjbGY #pioneirohá 5 horas Retweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros