Quatro jogadores e outros três profissionais que atuaram na dupla Ca-Ju estavam no avião da Chapecoense - Esportes - Pioneiro

Luto no futebol29/11/2016 | 08h38Atualizada em 29/11/2016 | 14h05

Quatro jogadores e outros três profissionais que atuaram na dupla Ca-Ju estavam no avião da Chapecoense

Entre os sobreviventes estão os jogadores Follmann e Alan Ruschel, ex-Juventude

Quatro jogadores e outros três profissionais que atuaram na dupla Ca-Ju estavam no avião da Chapecoense Reprodução/
Na foto, Alan (E), autor da selfie, e Follmann (D), antes de embarcar para a Colômbia. Os dois que passaram pelo Juventude Foto: Reprodução
Pioneiro com informação de Zero Hora

Pelo menos quatro jogadores e outros três profissionais que estavam no avião que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia e que caiu na madrugada desta terça-feira tiveram passagens pela Serra. A aeronave transportava 72 passageiros e nove tripulantes e caiu em uma região montanhosa da Colômbia. Apenas seis pessoas sobreviveram, entre elas, o lateral esquerdo Alan Ruschel, 27 anos, e goleiro Jakson Follmann, 24, ambos revelados pelo Juventude entre 2010 e 2012.

Também foram resgatados com vida o jornalista Rafael Henzel Valmorbida, o zagueiro Zampier Neto, que está em estado crítico, o técnico do avião Erwin Tumiri e a aeromoça Ximena Suarez. O goleiro Danilo chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no meio desta manhã. De acordo com a prefeitura de La Ceja, cidade próxima ao local do acidente, 76 mortos foram confirmados entre os 81 ocupantes.

Leia mais:
Avião com time da Chapecoense sofre acidente na Colômbia
Veja lista de passageiros do avião da Chapecoense que se acidentou
Avião da FAB levará familiares para identificar as vítimas na Colômbia

Alan Ruschel foi o primeiro jogador da Chapecoense a ser resgatado pelos bombeiros Foto: Reprodução / Twitter


Alan Ruschel, que além do Juventude atuou no Inter, foi o primeiro jogador da Chapecoense a ser resgatado pelos bombeiros, na localidade de Cerro Gordo, em La Unión, Região Metropolitana de Medellín (Colômbia). O atleta foi levado ao hospital San Juan de Diós, em La Ceja, nas cercanias do acidente com o voo da boliviana La Mia, que conduzia a delegação catarinense para Medellín, onde enfrentaria o Nacional, pela final da Copa Sul-Americana. O lateral chegou ao hospital conversando com os socorristas. No meio da manhã, Ruschel foi transferido para uma clínica para fazer uma tomografia.

O goleiro Follmann, que também foi resgatado com vida, jogou no Juventude e no Grêmio. Ele foi socorrido ao hospital San Vicente Fundacion, em Rionegro.

Outros jogadores com passagem pela Serra são o atacante Kempes, ex-Caxias, e o lateral esquerdo Dener, que atuou no Caxias e no Veranópolis.

O preparador físico Anderson Paixão, 37, filho de Paulo Paixão, atuou no Caxias. Outro que estava na aeronave é Adriano Bittencourt,  que trabalhou como segurança da dupla Ca-Ju. O técnico do Chapecoense, Caio Júnior, atuou no Juventude.

A exemplo de outros clubes brasileiros, o Caxias e o Juventude publicaram imagens de apoio ao Chapecoense nas redes sociais.


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros