O hobby por corridas leva caxiense para disputar o Mundial da Espanha - Esportes - Pioneiro

Ultramaratona25/11/2016 | 06h58Atualizada em 25/11/2016 | 06h58

O hobby por corridas leva caxiense para disputar o Mundial da Espanha

Niumar Velho tem 35 anos e irá disputar prova de 100 km na Europa, domingo

O hobby por corridas leva caxiense para disputar o Mundial da Espanha Felipe Nyland/Agencia RBS
Niumar Velho chegou a fazer treinos de 50km no Estádio Municipal visando o Mundial Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A corrida já é um dos esportes mais praticados pelas ruas nos últimos anos. A maioria começa, puramente, por hobby e uma forma mais prática para deixar o sedentarismo. Mas, imagine se esse exercício o levasse à uma convocação de seleção brasileira e à disputa de um Campeonato Mundial? Isso ocorreu com o caxiense Niumar Velho, 35 anos. Ele foi chamado para a seleção e disputará neste domingo, em Los Alcázares, província de Múrcia, na Espanha, o Mundial de Ultramaratona.

— Primeiro, foi uma surpresa. Ser reconhecido num país e estar entre nove atletas que vão disputar o Mundial pela seleção brasileira é um reconhecimento. Agora está começando a cair a ficha. Tudo começou como um hobby e agora é uma responsabilidade — destaca ele.

E uma ultramaratona não é nada simples. São distâncias superiores aos tradicionais 42.195 metros da maratona. Especificamente, no Mundial serão 100 km. Prova que exigirá mais do que apenas o condicionamento físico dos atletas. A preparação mental é fundamental.

— Entre 65 km e 80 km é a parte crítica. Às vezes tu vens bem e dá uma caída (fisicamente). Se não souber administrar e não ter cabeça para saber que aquilo vai passar, tu não segues. 70% da prova é cabeça — acredita o caxiense.

Niumar recebeu a sondagem para integrar a seleção no início deste ano. Em um primeiro momento, 15 atletas concorreram a nove vagas. Os resultados do corredor caxiense no ano – segundo lugar na Travessia Torres-Tramandaí (TTT), de 82km, e terceiro melhor brasileiro na Comrades, de 90km, na África do Sul – o credenciaram a ficar entre os nove. Além de Niumar, o porto-alegrense Gabriel Picarelli também foi convocado.

E a preparação para o Mundial foi a pior parte. Como é um corredor amador, ele teve que dividir a jornada de trabalho em uma empresa da cidade, com dois turnos de treinos. Trabalhar o psicológico foi ainda mais difícil. Como a prova terá 10 voltas em um circuito de 10 km, ele usou tudo o que tinha próximo para trabalhar.

— Fiz um treino de 50 km na pista de Estádio Municipal. Ela tem 400 metros. Foram 135 voltas. Tudo em preparação ao Mundial — lembra.

A meta é concluir o percurso em 7h30min. O que levaria a um pace (tempo médio por quilômetro) de 4min15s. Nada fácil, mas um sonho para quem viu na corrida sua diversão.

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com"Quem fala pela transição não é o vice, é a coordenação-geral", diz prefeito eleito de Caxias do Sul https://t.co/jEpP5ESH1f #pioneirohá 6 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comVice-prefeito eleito de Caxias pede desfiliação do PRB https://t.co/s9pmLLKOiy #pioneirohá 8 horas Retweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros