José Augusto Barros: "Um fim de ano promissor"  - Esportes - Pioneiro

Paixão Tricolor11/11/2016 | 08h13Atualizada em 11/11/2016 | 08h13

José Augusto Barros: "Um fim de ano promissor" 

José Augusto Barros: "Um fim de ano promissor"  Lucas Uebel/Gremio.net
Foto: Lucas Uebel / Gremio.net

Duas notícias da semana deixam o fim de ano do Tricolor para lá de promissor. Uma delas foi divulgada pela revista Forbes, que coloca o Grêmio como o terceiro time mais valioso das Américas, atrás apenas de Corinthians e Palmeiras.

A outra informação vem da CBF, que pagará prêmio de R$ 6 milhões ao vencedor da Copa do Brasil. Além do valor propriamente dito, que poderá ajudar nas finanças — que tiveram uma significativa melhora na gestão de Bolzan —, um eventual título gera uma melhoria absurda na autoestima da torcida, motor de um grande clube de futebol.

Leia outras colunas da Paixão Tricolor

A grana, o título e a presença na Copa Libertadores de 2017 trazem outras boas consequências ao Grêmio. Em 2016, por exemplo, o campeão da América Nacional-COL faturou cerca de R$ 30 milhões em premiação ao longo da competição.

Em 2017, as cotas serão reajustadas — os valores pagos aos participantes da Libertadores devem ser ainda maiores. Além disso, voltaremos a ser um time atraente para grandes jogadores, como já fomos em outras oportunidades. Acredito, por exemplo, que teremos mais chances de disputar nomes como Diego Souza com equipes do centro do país.

Ainda mais valor

É hora, mais do que nunca, de a direção ter um grande plano de marketing para que essa valiosa marca ganhe ainda mais valor. É um fim de ano promissor!

*Diário Gaúcho

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros