José Augusto Barros: "Acima do futebol, a civilidade e a paz"  - Esportes - Pioneiro

Paixão Tricolor29/11/2016 | 09h17Atualizada em 29/11/2016 | 10h57

José Augusto Barros: "Acima do futebol, a civilidade e a paz" 

José Augusto Barros: "Acima do futebol, a civilidade e a paz"  Diego Vara/Agencia RBS
Foto: Diego Vara / Agencia RBS

Estamos na véspera de um momento que pode ser histórico para o Grêmio. Sim, estamos. Mas, acima de qualquer título que qualquer clube de futebol possa ganhar, estão valores que alguns bandidos não respeitam. Como interino desta coluna, e como jornalista, não posso deixar de me manifestar - e condenar - o absurdo que esses criminosos disfarçados de torcedores do Inter, adversário centenário que merece todo nosso respeito, fizeram ao invadir a residência de um morador das proximidades do Beira-Rio, depredaram sua morada e o carro, porque imaginaram que o proprietário era gremista e seria o responsável pelo drone da flauta.

Mesmo que fosse, nada, mas nada justifica esse ato. Isso é de uma barbárie, de uma selvageria inaceitável. E não estou aqui usando este espaço para denunciar bandidos que estão infiltrados na torcida do Inter. Temos em todo o país. E se eu for relembrar casos que envolvam a torcida gremista, vai faltar espaço nesta coluna...

Punição rigorosa

Espero que os responsáveis tenham pena exemplar, fiquem uns bons anos na cadeia e que a parte sóbria que ainda resta da sociedade entenda que o futebol é só um esporte, serve para diversão e alegria das pessoas. Não é lugar para criminosos como esses que tomaram tal atitude. Menos mal que a imensa maioria da torcida colorada, pelo qual eu tenho imenso respeito, não apoia esse ato, e criou uma vaquinha para tentar ajudar o proprietário da casa.

Chega de quebra-quebra entre torcidas, está na hora de a Justiça tomar atitudes enérgicas com situações dessas. E como a torcida do Galo deve vir em grande número à Porto Alegre, é hora de recebermos nossos adversários _ adversários, não inimigos_ com toda a cordialidade, como nos receberam lá, conforme inúmeros relatos que recebi. Queremos ganhar? Queremos, óbvio. Mas na bola, na paz, na flauta sadia. Chega de bandidos no futebol.

Leia outras colunas da Paixão Tricolor

*Diário Gaúcho



 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comTaxistas de Caxias protestam em Brasília e pedem aprovação de projeto que proíbe o Uber https://t.co/tio3cGK6WX #pioneirohá 24 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAdolescente de 16 anos é baleado após sair de casa noturna em Caxias https://t.co/sEikOn0xv5 #pioneirohá 54 minutosRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros