Finais do Integração movimentam o campo do Santa Lúcia na tarde deste domingo - Esportes - Pioneiro

Futebol Amador26/11/2016 | 20h05Atualizada em 26/11/2016 | 20h05

Finais do Integração movimentam o campo do Santa Lúcia na tarde deste domingo

Nos suplentes, tem Aliança x Catarinense, às 13h45min. Nos titulares, Santa Lúcia x Aliança, às 16h15min

Finais do Integração movimentam o campo do Santa Lúcia na tarde deste domingo Felipe Nyland/Agencia RBS
Dirigentes Leocir e Moacir Bareta acreditam no Santa Lúcia Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O futebol, costumeiramente, forma filas de clubes sem títulos. Esse é o cenário no profissional, onde o Grêmio tenta estancar uma seca de 15 anos sem conquistas de expressão. Situação parecida é encontrada no futebol amador de Caxias do Sul, onde o Santa Lúcia tenta quebrar um jejum de seis anos sem levar o Campeonato Integração. A final da categoria titulares é neste domingo, às 16h15min, no campo atrás da igreja do bairro Santa Lúcia, diante do Aliança.

Na preliminar, às 13h45min, jogam Aliança e Catarinense, no mesmo campo do Santa Lúcia, valendo o título da categoria suplentes. Só que a atração é quase toda mesmo na decisão dos titulares, com a vantagem do Aliança, de Monte Bérico, que venceu o primeiro jogo da final por 3 a 1. Só a vitória interessa ao Santa Lúcia neste domingo.

— Nós acreditamos no título, porque na fase classificatória fizemos 4 a 1 neles — destaca Leocir Bareta, diretor de esportes do Santa Lúcia.

O Integração tem a história ligada diretamente ao Santa Lúcia. Partiu do ex-presidente Gilmar Tozo a ideia de formar um campeonato aos finais de semana com quatro agremiações, em 1982. Os primeiros times foram o Catarinense, o União Bandeirantes (que depois se tornou Gianella) e o Verdão, além do Santa Lúcia. De lá para cá, foram realizadas 34 edições e, hoje, 12 clubes disputam a taça.

Leocir viu todo esse processo ocorrer de perto. Ele e o irmão Moacir Bareta jogavam nos titulares. Ambos foram presidentes do clube. Atualmente, trabalham diretamente para manter o Santa Lúcia vivo, mostrando um sentimento de pertencimento à comunidade e orgulho do time. Sentimento que ainda vive em algumas famílias.

— Esses dias tinha o time máster jogando com casa cheia na decisão. Eu falei: o jogador Cezinha precisa entrar nesse time. E um guri cheio de orgulho disse: é o meu pai — conta Leocir.

E este sentimento eles querem alimentar nas novas gerações. Nada como um título para chamar a atenção da comunidade. Entretanto, será preciso superar o ¿Tite do futebol amador¿: Éder Mazzochi, primo do técnico caxiense da Seleção Brasileira. Ele é o treinador do atual campeão Aliança.

Aliança, do técnico Éder Mazzochi, é o atual campeão do Integração Foto: Porthus Junior / Agencia RBS


— O Éder é esperto. Ele deu um nó tático em nós no jogo de ida. Abriram 3 a 0 e fizemos um gol que no final nos deu vida — acredita o esperançoso Leocir.

A expectativa é que cerca de 2 mil pessoas compareçam ao campo do Santa Lúcia para as duas finais do Integração.

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comTaxistas de Caxias protestam em Brasília e pedem aprovação de projeto que proíbe o Uber https://t.co/tio3cGK6WX #pioneirohá 21 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAdolescente de 16 anos é baleado após sair de casa noturna em Caxias https://t.co/sEikOn0xv5 #pioneirohá 51 minutosRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros