Caxias vence o Ypiranga por 3 a 2 em Erechim, é campeão da Copa Larry e se classifica à Supercopa Gaúcha - Esportes - Pioneiro

Taça da Copinha06/11/2016 | 19h05Atualizada em 07/11/2016 | 14h02

Caxias vence o Ypiranga por 3 a 2 em Erechim, é campeão da Copa Larry e se classifica à Supercopa Gaúcha

Em uma das melhores atuações na temporada, time grená construiu o placar no primeiro tempo

Caxias vence o Ypiranga por 3 a 2 em Erechim, é campeão da Copa Larry e se classifica à Supercopa Gaúcha Leandro Vesoloski/Especial
Técnico Luiz Carlos Winck e jogadores posaram com a taça no gramado do Colosso da Lagoa Foto: Leandro Vesoloski / Especial
Pioneiro
Pioneiro

Contra todos os prognósticos e o amplo favoritismo do adversário, o Caxias mostrou neste domingo que ainda é sim um dos grandes clubes do Interior gaúcho. Com uma das melhores atuações na temporada, o time grená venceu o Ypiranga por 3 a 2, em pleno Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, conquistou o título da Copa Larry Pinto de Faria no saldo qualificado e vai à Supercopa Gaúcha com moral para tentar a vaga na Copa do Brasil de 2017. E sabe quantos torcedores grenás presenciaram tudo isso no estádio? Só um: Tobias Sheffer, de Getúlio Vargas.

Confira a galeria de fotos da festa grená em Erechim

— Nunca sonhei que aconteceria uma coisa dessas comigo. Estou feliz, nem sei o que dizer — falou Tobias, que teve o privilégio de entrar em campo para comemorar e pegar a taça, em entrevista à Rádio Caxias.

Torcedor Tobias levantou a taça Foto: Leandro Vesoloski / Especial


A derrota de 2 a 1 na partida de ida da final, sábado passado, no Centenário, fez com que o Caxias chegasse a Erechim cabisbaixo, sem confiança e praticamente sem condições de tomar o título na casa do Ypiranga. Afinal, nos três confrontos anteriores entre os dois times na Copinha, foram três vitórias do Canarinho, sendo uma delas por 4 a 1. Só que neste domingo os meias Diego Miranda e Rafael Chorão trataram de mandar a estatística para o espaço.

Os dois tomaram conta do jogo. Porém, antes deles aparecerem, o atacante Tulio Rennan mandou no jogo por três minutos. Aos 25 segundos, quase que o Ypiranga abriu o placar. Aos três, Tulio aparou de cabeça o desvio que veio de um escanteio e fez 1 a 0. Aos seis minutos, Rafael Chorão deu passe para Tinga, que foi derrubado na área: pênalti. Léo Mineiro cobrou e empatou para o time grená: 1 a 1.

A partir daí, Rafael Chorão e Diego Miranda fizeram de tudo. Primeiro, Chorão errou um gol na cara de Carlão. Depois, colou a bola com açucar para Miranda, que tocou na saída do goleiro e virou o placar: 2 a 1, aos 16 minutos. Logo em seguida, Mikael fez falta forte e foi expulso. E mesmo com um jogador a menos, o Ypiranga empatou aos 36, com Maycon: 2 a 2.

Só que o Caxias tinha Chorão e Miranda em campo. O primeiro fez outra assistência espetacular e o segundo tocou por cobertura para fazer 3 a 2 com extrema categoria, aos 46 minutos. E assim o título ficou encaminhado no primeiro tempo.

Na etapa final, o Caxias soube administrar a decisão com um atleta a mais. No entanto, correu risco duas vezes: aos 19, quando Pitol defendeu uma falta frontal de Danilinho, e próximo dos 30 minutos, quando o árbitro Peterson Regert sonegou um pênalti para o Ypiranga.

Campeão da Copa Larry, o Caxias vai conhecer nesta segunda-feira, em sorteio na sede da Federação Gaúcha de Futebol, o adversário, as datas e a ordem do mando de campo nas semifinais da Supercopa Gaúcha. Os outros participantes são São José (campeão da Copa Caçapava), Inter B (campeão da Copa José Luiz Barreto) e Ypiranga (melhor vice-campeão pela campanha geral).





 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEncontro de fuscas em Caxias, neste domingo, deve reunir 500 exemplares https://t.co/echSI8VhVX #pioneirohá 6 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comColisão frontal resulta em duas mortes na ERS-324, entre Nova Araçá e Paraí https://t.co/uZ47daoAV3 #pioneirohá 7 horas Retweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros