Guerrinha: "Decisão no Beira-Rio" - Esportes - Pioneiro

Coluna do Guerra01/10/2016 | 08h09Atualizada em 01/10/2016 | 08h09

Guerrinha: "Decisão no Beira-Rio"

Guerrinha: "Decisão no Beira-Rio" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Neste sábado, no Beira-Rio, o Inter encara a primeira das decisões que terá pela frente para fugir do rebaixamento. Com casa lotada, recebe o Figueirense, adversário direto, com a obrigação de fazer os três pontos. Com ou sem um futebol bonito e envolvente.

A noite é para buscar resultado e começar a sonhar com a saída de um lugar que nunca imaginou estar.

Leia outras colunas do Guerrinha

Encrenca — O Grêmio tenta, na tarde deste sábado, no Mineirão, contra o Cruzeiro, mostrar que é capaz de dar conta do recado como visitante. Sem Grohe, sem Maicon, talvez com Everton, o time do técnico Renato Portaluppi encara um rival qualificado, motivado, e vai precisar fazer de tudo par pontuar e seguir na briga pelo G-5.

Piada do guerra
Fim da tarde, na volta do trabalho, uma mulher sentada no banco do ônibus ganhou a companhia, ao seu lado, de um anão. Duas quadras depois, o coletivo freou e o rapaz escorregou no banco.

Imediatamente, foi puxado pela mulher para o lugar que ocupava.

Um pouco mais à frente, o anão, mais uma vez escorregou pelo banco que ocupava e a mulher tratou de colocá-lo no lugar novamente.

Mais duas quadras depois, a cena se repetiu e a mulher perdeu a paciência com o anão:

— Procura te segurar. Vai ficar escorregando toda hora?

Irritado, o anão não deixou por menos:

— Você que é irritante! Faz três paradas que eu tento descer e você não deixa. 

*Diário Gaúcho

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros