Técnico caxiense vai ensinar futebol em uma escola do norte da China - Esportes - Pioneiro

Na Ásia27/09/2016 | 22h18Atualizada em 28/09/2016 | 16h10

Técnico caxiense vai ensinar futebol em uma escola do norte da China

Eder Silva assinou contrato de um ano e pode assumir um time profissional em 2017

Técnico caxiense vai ensinar futebol em uma escola do norte da China Arquivo pessoal/
Eder Silva foi recepcionado na escola chinesa por centenas de crianças Foto: Arquivo pessoal
Pioneiro
Pioneiro

Ex-jogador de futsal, com experiência em clubes da Itália e de Portugal, Eder Silva virou treinador de futebol de campo depois que parou de jogar nas quadras. No início da carreira, treinou jovens atletas no Brasil, de Farroupilha, no Juventus, de Santa Rosa, e na escolinha do EC Nova Era, de Flores da Cunha. Agora, o desafio é bem maior e do outro lado do mundo: a partir desta semana, começa a ensinar adolescentes de olhos puxados a jogarem bola em uma escola do norte da China, a Nangang School, na cidade de Harbin. 

— Serei o responsável por todo o departamento de futebol da escola. Vou trabalhar com alunos dos 8 aos 18 anos, mas também darei treino para os treinadores chineses. Vai ser uma experiência incrível, com possibilidade de crescimento profissional e de aprender um novo idioma — conta Ederson Davi da Silva Santos, 32 anos, ou simplesmente Eder Silva.

Treinador caxiense (o quarto da esq. p/ direita) conheceu sua equipe de trabalho Foto: Arquivo pessoal

Formado em Educação Física pela Faculdade da Serra Gaúcha (FSG Centro Universitário) e também ex-aluno da UCS e da Unijuí, Eder pode seguir carreira profissional na China depois de um ano de contrato com a escola de Harbin, onde ele chegou nesta segunda-feira:

— Finalizando esse ano de contrato, a empresa que me contratou vai me colocar numa equipe profissional. A temporada na escola vai servir como adaptação e para aprender o idioma.

Depois que largou o futsal, Eder Silva se preparou muito para trabalhar no futebol de campo. Fez cursos, assistiu a várias palestras, como a do técnico caxiense Tite, participou de congressos fora do país e criou uma boa agenda profissional. Foi através desses contatos que surgiu o convite para trabalhar com os chineses.


 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEnsaio geracional histórico, "Blow-up" volta aos cinemas restaurado https://t.co/9cUVSKpLC2 #pioneirohá 53 segundosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comErro faz Daer cancelar licitação para conserva de trecho da Rota do Sol https://t.co/Fd3PdfeyJ7 #pioneirohá 31 minutosRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros