Gauchão03/03/2013 | 18h04

No Estádio Centenário, Inter vence Esportivo por 2 a 0 com grande atuação de Diego Forlán

Colorado vai encarar o São Luiz, em Ijuí, na decisão da Taça Piratini

Enviar para um amigo
No Estádio Centenário, Inter vence Esportivo por 2 a 0 com grande atuação de Diego Forlán Mauro Vieira/
O primeiro tempo foi de poucas oportunidades Foto: Mauro Vieira
Rodrigo Chernhak, especial

rodrigo.chernhak@pioneiro.com

O Esportivo bem que tentou, mas sucumbiu ao poderio do Inter, em sua segunda atuação como mandante no Estádio Centenário, em Caxias do Sul. Com dois gols de Diego Forlán, o colorado venceu o alviazul por 2 a 0 e carimbou a vaga à decisão da Taça Piratini diante do São Luiz, em Ijuí. No duelo dos técnicos parceiros de longa da data, Dunga levou a melhor sobre Luiz Carlos Winck, graças à genialidade dos craques à sua disposição.

O primeiro tempo foi de poucas oportunidades. O Esportivo marcava muito forte e não concedia espaços para os avanços colorados. O esquema tático armado por  Winck encaixou e, acompanhados de perto, D'Alessandro e Leandro Damião participavam sem muito perigo. Porém, o alviazul apenas se defendia e, quando se aventurava na frente, esbarrava na defesa colorada bem postada. Sem Paulo Josué, suspenso, a armação das jogadas ficou órfã.

A equipe de Bento Gonçalves até chegou a balançar as redes com Gilian, aos 18 minutos, mas o atacante foi apanhado em impedimento. O Inter chegou pela primeira vez apenas aos 24, quando Fred chutou forte para Fabiano espalmar. Então, foi a vez do talento individual sobressair. Aos 29, Forlán recebeu livre pela meia-esquerda em uma das únicas vezes em que a defesa alviazul cochilou. O uruguaio desferiu um chute potente de fora de área e acertou o ângulo para abrir o placar.

Na segunda etapa, o Esportivo voltou disposto a buscar o empate e se lançou ao ataque, o que abriu mais espaços para o Inter se infiltrar. Aos 10, a defesa alviazul errou na saída de bola Fred invadiu a área e tocou na saída de Fabiano, mas mandou ao lado do gol. A melhor chance do time de Bento Gonçalves ocorreu aos 19. Gabriel recebeu nas costas da zaga e cruzou rasteiro, mas Moledo salvou antes de chegar em Gilian. E então, veio o golpe fatal.

Aos 21, Forlán selou a sua recuperação e provou que o melhor jogador da Copa de 2010 está de volta. O atacante recebeu pelo meio, avançou até a entrada da área, entortou Erick, ajeitou para a perna esquerda e colocou rasteiro, com categoria, no cantinho. Foi o sexto gol do goleador do Gauchão, o terceiro apenas no Estádio Centenário.

Desorientado diante da intensa movimentação adversária, o Esportivo tentou achar meios para descontar, mas a partida já estava definida. Era o Inter quem estava mais próximo de ampliar. Ainda sobrou tempo para Josimar perder um gol dentro da pequena área e Forlan quase fazer seu terceiro em uma pancada de perna direita, aos 43.

Ao time serrano, restou deixar o Centenário de cabeça erguida, já que chegou até a semifinal no primeiro ano após conquistar o acesso à elite do Gauchão.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comBlog Caixa Forte: Cônsul dos EUA vem a Caxias http://t.co/XdDxd01uClhá 5 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comTemperatura chega aos 30ºC nesta quinta-feira no RS http://t.co/3RhGQrQFtWhá 6 horas Retweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros