No Vascão, Caxias do Sul Basquete perde para o Paulistano por 83 a 70 - Basquete Caxias do Sul - Esportes: notícias sobre o Caxias e Juventude e mais - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

NBB 802/12/2015 | 22h09

No Vascão, Caxias do Sul Basquete perde para o Paulistano por 83 a 70

Time paulista teve ótimo aproveitamento nos arremessos de três pontos e manteve invencibilidade

No Vascão, Caxias do Sul Basquete perde para o Paulistano por 83 a 70 Porthus Junior/Agencia RBS
Contra o único invicto da competição, Caxias fez duelo equilibrado no Vascão Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Não foi nesta quarta-feira que o Caxias do Sul Basquete/Banrisul conquistou a primeira vitória em casa no NBB. O time do técnico Rodrigo Barbosa conseguiu equilibrar as ações durante a partida, mas perdeu para o Paulistano por 83 a 70. Foi o sexto revés na competição. A equipe venceu apenas o São José, fora de casa.

GALERIA DE IMAGENS: confira fotos da partida

Os 574 torcedores que estiveram no Ginásio Vascão acompanharam um duelo equilibrado em boa parte do tempo. A diferença esteve no aproveitamento dos chutes de longa distância. Os paulistas chegaram a quase 50%, enquanto o Caxias não ultrapassou 30%. Além disso, os donos da casa desperdiçaram muitos lances livres.

Alex, do Caxias, foi o cestinha da partida com 20 pontos. No time paulista, o destaque foi Caio Torres, com 17 pontos e sete rebotes. A equipe caxiense volta a jogar na próxima sexta-feira, às 20h05min, contra a Liga Sorocabana, novamente no Vascão.

No primeiro quarto, o time paulista começou abusando dos lances de três pontos e com bom aproveitamento. O ala Gemerson anotou oito pontos e os visitantes conseguiram abrir vantagem. Porém, ao melhorar a defesa, os comandados de Rodrigo Barbosa conseguiram equilibrar as ações e ganharam confiança com os arremessos precisos de Diego e Alex. Ao final do período, vitória do Caxias por 19 a 17.

Fique por dentro das notícias do basquete na página especial

No início da segunda parcial, o Caxias teve a estreia do ala Betinho e as duas equipes protagonizaram um duelo particular nos arremessos de três pontos. O placar se manteve equilibrado nos primeiros cinco minutos, mas uma postura mais agressiva do Paulistano na marcação e a entrada dos reservas sem o mesmo ritmo fez com que o time da casa perdesse a intensidade do começo do jogo. Com isso, a vantagem chegou a 10 pontos.

Após o segundo pedido de tempo do técnico Rodrigo Barbosa, a equipe caxiense esboçou uma reação e com uma cesta de três de Betinho no estouro do cronômetro, diminuiu a diferença para 38 a 34. A volta do intervalo teve o time caxiense diminuindo a vantagem para um ponto, mas na sequência desperdiçando duas jogadas de ataque. O jogo continuou equilibrado e foi novamente com bom aproveitamento nos chute de fora que o Paulistano conseguiu abrir 12 pontos.

Como Gustavinho havia cometido quatro faltas, o principal armador do Caxias ficou de fora em praticamente todo quarto e o time sentiu a sua ausência. Desconcentrada e cometendo erros em sequência, a equipe da casa só reagiu nos segundos finais, quando reduziu a vantagem do Paulistano, que fechou o terceiro quarto à frente por 63 a 51.

Como não tinha muito a perder, o Caxias apostou em uma defesa mais agressiva, em quadra toda. O time conseguiu conter o ataque adversário, mas pecou pelo excesso de erros em lances livres e baixo aproveitamento de três pontos.

Com seis minutos para o final, Alex acertou um chute de três e trouxe uma esperança ao torcedor. Em um duelo com muitas faltas técnicas, era preciso ter maior efetividade na reta final para surpreender. O Caxias chegou a levar a diferença para nove pontos, mas não teve forças para manter o ritmo. No final, 83 a 70 para os paulistas.

— Falta ter um pouco de consistência. Precisamos minimizar nossos erros para não fazer apenas jogos equilibrados e conseguir vencer — avaliou o técnico Rodrigo Barbosa.

Pioneiro

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros