Roteiros da Serra estão entre os mais procurados em plataforma que estimula o turismo  - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Viva RS 16/10/2020 | 16h03

Roteiros da Serra estão entre os mais procurados em plataforma que estimula o turismo 

Experiências atraem interesse de visitantes em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café 

Roteiros da Serra estão entre os mais procurados em plataforma que estimula o turismo  Rafael Ruppenthal/Divulgação
Passeios e experiências atraem interesse de visitantes em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café Foto: Rafael Ruppenthal / Divulgação

Um passeio romântico, uma viagem com os amigos ou familiares em busca de novas experiências, de aventura ou até mesmo por um destino onde se possa relaxar. Fazer um piquenique em uma tenda com edredom em meio aos parreirais de uma vinícola, passear de bicicleta com a vista imponente de um cânion ou se hospedar em cabanas rústicas no estilo canadense em uma paisagem exuberante. Tais experiências que são proporcionadas em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café figuram entre os 10 destinos mais acessados na plataforma Viva o RS.  

São cerca de cem opções de passeios e roteiros divididos em 10 regiões: Campos de Cima da Serra, Costa Doce, Hortênsias, Fronteira, Pampa Gaúcho, Porto Alegre, Rota Missões, Uva e Vinho, Vale do Taquari e Vale Germânico. A ferramenta foi criada para apoiar o turismo gaúcho. É uma feira virtual onde os visitantes encontram passeios na natureza e com acesso à cultura e gastronomia típica de cada cidade. Lançada em 20 de setembro de 2020, ela segue no ar até 30 de outubro. Isso porque a ideia era oferecer aos turistas opções seguras e fora dos roteiros tradicionais mostrando o que o RS tem de melhor. 

Leia mais
Plataforma para estimular o turismo local será lançada neste domingo

O projeto tem apoio do Sebrae RS, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo e do comitê de retomada do turismo.  A coordenadora de Turismo do Sebrae RS, Amanda Bonotto Paim, explica que uma pesquisa com moradores da Região Metropolitana de Porto Alegre apontou que 86% dos entrevistados não sabiam onde ir e o que fazer no RS fora de roteiros mais tradicionais: 

 —  Isso nos levou a identificarmos durante a pandemia opções seguras de viagens fora dos roteiros óbvios e já conhecidos para que as famílias e grupos de amigos vivessem experiências incríveis no interior do RS, em diversas regiões gaúchas. Os pacotes seguem online até o dia 30 porque a plataforma veio para agregar e completar os roteiros regionais e dar espaço para atrações que não são tão conhecidas. Serviu como um piloto, um teste, e agora vamos avaliar os resultados e se é o formato é o mais adequado. 

Se depender dos acessos, a plataforma deve voltar ao ar, com a possibilidade de novos roteiros, talvez até voltados ao verão. Até sexta-feira (16),  o site teve 21.871 visitas, sendo que quem acessa fica em média 2 minutos na página. Foram acessadas mais de 52 mil páginas de conteúdo:

 — O tempo de acesso comprova que as pessoas sentiam falta deste tipo de serviço. Tivemos 879 pedidos de compra na plataforma, sendo que ela não teve custo aos empreendedores e também não faz a transação comercial. Se clicar para comprar no site, o visitante é direcionado para quem vende o passeio ou experiência. Os números reforçam o conceito de que o turismo é uma estratégia de retomada da economia local. 

Na plataforma do Viva o RS, o usuário poderá escolher e comprar o passeio por região ou estilo de viagem, sendo que uma assistente digital de viagens ajuda quem está na dúvida e quer sugestões de dicas e experiências para fazer a viagem ideal.  

CONHEÇA OS PASSEIOS 

PASSEIO DE BIKE  - CAMBARÁ DO SUL        

Roteiros da região da Serra estão entre os mais procurados em plataforma que estimula o turismo Um passeio romântico ou uma viagem com os amigos ou familiares em busca por novas experiências, por aventura ou até por um destino onde possa relaxar. Fazer um piquenique em uma tenda com edredom montada em meio aos parreirais de uma vinícola, passear de bicicleta com a vista imponente de um cânion ou ainda se hospedar em cabanas rústicas no estilo canadense em uma paisagem exuberante. Tais experiências que são proporcionadas em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café figuram entre os dez destinos mais acessados na plataforma Viva o RS (vivaors.com.br). A ferramenta foi criada para apoiar o turismo gaúcho. É uma feira virtual onde os visitantes encontram passeios na natureza e com acesso à cultura e gastronomia típica de cada cidade. Lançada em 20 de setembro de 2020 ela segue no ar até 30 de outubro. Isso porque a ideia era oferecer aos turistas opções seguras e fora dos roteiros tradicionais mostrando o que o RS tem de melhor.<!-- NICAID(14618446) -->
Foto: Josemar Contesini / Divulgação

Para quem curte aventura que tal pedalar com a vista do cânion do Itaimbezinho, no Parque Aparados da Serra, em Cambará do Sul.  O ponto de partida é a sede do parque. Está incluso no passeio o transporte de ida e volta do centro da cidade até o parque, a bicicleta, as luvas e o capacete.  O visitante terá contato com a fauna e a flora e também terá acesso a história de um dos destinos mais procurados por quem gosta de estar em contato com a natureza.  No parque, os ciclistas começam a pedalada na Trilha do Cotovelo, que tem seis quilômetros entre ida e volta. Depois de vencida a primeira parte,  os aventureiros partem para a Trilha do Vértice. Eles pedalam pela parte superior, com percurso de dois quilômetros. A pedalada termina na sede do parque.

 —  Há 15 anos, quando eu cheguei em Cambará do Sul, tivemos essa ideia de implementar as atividades de ecoturismo e turismo de aventura organizadas como uma prestação de serviços aos visitantes que chegassem à cidade para que pudessem aproveitar essas modalidades, como rapel, bike, bote e passeios nas cachoeiras. Era um sonho casar essa atividade de aventura em um passeio de bike no Itaimbezinho, que é esse cânion fabuloso e imponente que temos no Parque Nacional Aparados da Serra  —  ressalta o sócio-proprietário da Aparados da Serra Adventure, Josemar Contesini. 

Proporcionar essa experiência a uma família ou amigos que vêm, por exemplo, de Porto Alegre, de São Paulo ou de Belo Horizonte e que não têm muita atividade ao ar livre por causa do cotidiano na cidade, é algo transformador para Contesini:

Roteiros da região da Serra estão entre os mais procurados em plataforma que estimula o turismo Um passeio romântico ou uma viagem com os amigos ou familiares em busca por novas experiências, por aventura ou até por um destino onde possa relaxar. Fazer um piquenique em uma tenda com edredom montada em meio aos parreirais de uma vinícola, passear de bicicleta com a vista imponente de um cânion ou ainda se hospedar em cabanas rústicas no estilo canadense em uma paisagem exuberante. Tais experiências que são proporcionadas em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café figuram entre os dez destinos mais acessados na plataforma Viva o RS (vivaors.com.br). A ferramenta foi criada para apoiar o turismo gaúcho. É uma feira virtual onde os visitantes encontram passeios na natureza e com acesso à cultura e gastronomia típica de cada cidade. Lançada em 20 de setembro de 2020 ela segue no ar até 30 de outubro. Isso porque a ideia era oferecer aos turistas opções seguras e fora dos roteiros tradicionais mostrando o que o RS tem de melhor. <!-- NICAID(14618445) -->
Foto: Josemar Contesini / Divulgação

 —  Você consegue tocar as pessoas para essa cultura da vida ao ar livre que a gente tanto quer desenvolver como sociedade.  A plataforma veio consagrar todos esse nosso trabalho de desenvolver projetos ao longo dos anos na região dos Aparados da Serra. Estamos felizes de ter chegado a esse patamar de estar entre as experiências mais procuradas e poder proporcionar essa aventura em um cenário espetacular. 

SAIBA MAIS

Pacote para quatro pessoas
Quando: o ano todo
Contato: (54) 99984-5766
E-mail: aparadosdaserraadventure@gmail.com
Responsável: Josemar Contesini
Valor individual: R$ 145 por R$ 195
O que está incluso: transporte de ida e volta de Cambará do Sul até o parque, bikes, luvas, capacetes, condutor local de ecoturismo, seguro e água
Agendamento: indispensável fazer reserva por e-mail ou telefone
Tempo de duração: uma manhã ou uma tarde

WILD CABINS - MORRO DO VENTO - PICADA CAFÉ  

Um passeio romântico ou uma viagem com os amigos ou familiares em busca por novas experiências, por aventura ou até por um destino onde possa relaxar. Fazer um piquenique em uma tenda com edredom montada em meio aos parreirais de uma vinícola, passear de bicicleta com a vista imponente de um cânion ou ainda se hospedar em cabanas rústicas no estilo canadense em uma paisagem exuberante. Tais experiências que são proporcionadas em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café figuram entre os dez destinos mais acessados na plataforma Viva o RS (vivaors.com.br). A ferramenta foi criada para apoiar o turismo gaúcho. É uma feira virtual onde os visitantes encontram passeios na natureza e com acesso à cultura e gastronomia típica de cada cidade. Lançada em 20 de setembro de 2020 ela segue no ar até 30 de outubro. Isso porque a ideia era oferecer aos turistas opções seguras e fora dos roteiros tradicionais mostrando o que o RS tem de melhor. Na foto: Wild Cabins, no Morro do Vento, em Picada Café. <!-- NICAID(14618527) -->
Foto: Rafael Ruppenthal / Divulgação

Os casais que estão em busca de momentos românticos ficam impressionados com as Wild Cabins, em Picada Café, na Região das Hortênsias. São cabanas rústicas no estilo canadense, mas em um ambiente aconchegante.  A pousada está num dos principais pontos turísticos da cidade, o Morro do Vento.  O proprietário Rafael Ruppenthal conta que cresceu indo até as terras que pertenciam ao avô dele e se sentia em paz e feliz pelo contato com a natureza. Em 2010, ele plantou árvores nas terras e construiu a primeira cabana para que passar os finais de semana no morro: 

 —  Sempre foi tudo muito difícil porque não tinha energia elétrica e, desde o tempo do meu avó, era um ponto de difícil acesso. Subíamos de trator ou carro de boi para plantar batatas. Sempre fui muito feliz aqui, e quando herdei as terras e vinha nos fins de semana, os meus amigos também apareciam para passear. Eles se encantavam. Então, assistindo televisão, vi um programa chamado "Cabanas Selvagens" que eram construídas no Canadá e foi aí que o sonho de construir algo aqui começou a se tornar realidade. 

O pontapé inicial foi adquirir vários livros do Canadá sobre a técnica de construção para aprimorar o conhecimento. O sonho foi antecipado quando alguns amigos que praticam voo livre estavam à procura de um lugar para fazer uma rampa em Picada Café. Com a ajuda dos amigos, eles construíram a pista e batizaram o local de Morro do Vento, sendo que a primeira decolagem foi em agosto de 2015. 

O movimentou começou a aumentar e Rafael construiu um quiosque inspirado na arquitetura das cabanas selvagens. Ccomprou um contêiner para transformá-lo na cozinha do lugar. Em 2018, foram construídas as primeiras cabanas, e em 2019 começaram a chegar os hóspedes. 

 —  Empreender em Picada Café, que não é roteiro turístico, mas apenas uma cidade de passagem, é desafiador. Os visitantes não vêm fazer turismo aqui. Com a ferramenta, aumentou a procura até pela pandemia porque tem esse público que quer espairecer, sentar na grama, respirar ao ar livre, em meio à natureza. Esse incentivo da plataforma tem feito a diferença, e ficamos surpresos de estar entre as atrações mais acessadas  —  comemora ele. 

"Nos encantamos com a história do lugar", conta hóspede 

Os apaixonados podem curtir, namorar e relaxar em meio à natureza, contemplando a paisagem natural, as estrelas e o nascer do sol com um delicioso café da manhã. Os médicos Maria Lúcia Medeiros e Alberto Maia, ambos de 56 anos, moram em Porto Alegre e se encantaram com a pousada. 

 —  A gente adora tudo porque é um lugar que tem um astral muito bom, uma história muito legal. Quando a gente foi a primeira vez, nos receberam super bem e nos encantamos com a história do lugar que o Rafael ia pequenininho para lá com o avô. A vista é maravilhosa. As cabanas têm simplicidade e ao mesmo tempo têm todo conforto, é sensacional — conta a médica. 

Maria Lúcia ressalta que a beleza da vista do Morro dos Ventos, aliada ao respeito com a natureza e ao atendimento, fazem com que queiram voltar sempre: 

Um passeio romântico ou uma viagem com os amigos ou familiares em busca por novas experiências, por aventura ou até por um destino onde possa relaxar. Fazer um piquenique em uma tenda com edredom montada em meio aos parreirais de uma vinícola, passear de bicicleta com a vista imponente de um cânion ou ainda se hospedar em cabanas rústicas no estilo canadense em uma paisagem exuberante. Tais experiências que são proporcionadas em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café figuram entre os dez destinos mais acessados na plataforma Viva o RS (vivaors.com.br). A ferramenta foi criada para apoiar o turismo gaúcho. É uma feira virtual onde os visitantes encontram passeios na natureza e com acesso à cultura e gastronomia típica de cada cidade. Lançada em 20 de setembro de 2020 ela segue no ar até 30 de outubro. Isso porque a ideia era oferecer aos turistas opções seguras e fora dos roteiros tradicionais mostrando o que o RS tem de melhor. Na foto: Wild Cabins, no Morro do Vento, em Picada Café.<!-- NICAID(14618534) -->
Foto: Rafael Ruppenthal / Divulgação

 —  Vimos o estabelecimento crescendo sem agredir a natureza e sim respeitando e tirando proveito dela pelo lado positivo. Amamos tudo. Escutamos os passarinhos, vemos as estrelas de noite com o céu totalmente estrelado. Às vezes, a gente até acorda para ver o sol nascer de tão lindo. Quando vamos, é um final de semana que a gente se refaz porque há essa conexão com a natureza e um astral maravilhoso. 

SAIBA MAIS

Quando: diariamente.
Contato:  (54) 99737-1111
E-mail: morrodovento@gmail.com
Responsáveis: Rafael Ruppenthal e Josiane Mallmann
Valores:  A partir de R$ 350 a diária (casal)
Agendamento: para que os hóspedes tenham uma experiência confortável, é fundamental fazer reserva. Algumas opções são por meio do Booking e Airbnb
Tempo de duração: aproximadamente 21 horas. O horário de check in é partir das 14h e o check out até as 11h

EDREDOM NOS PARREIRAIS - BENTO GONÇALVES  

Roteiros da região da Serra estão entre os mais procurados em plataforma que estimula o turismo <!-- NICAID(14618650) -->
Foto: Jeferson Soldi / Divulgação

Em Farias Lemos, distrito de Bento Gonçalves, a Vinícola Cristofoli recebe os visitantes que escolhem o passeio Edredom nos Parreiras em uma tenda. No espaço, há um deck  de madeira coberto com edredom e almofadas, tudo montado embaixo dos parreiras com direito à música. Durante a vindima, além da vista, o destaque é o aroma da uvas. Na chegada, os turistas são recebidos com degustação e escolhem o que será levado para os vinhedos. 

O diferencial do passeio é a exclusividade, já que apenas um casal ou grupo de amigos é atendido por turno. É ideal para quem procura privacidade e não quer visitas guiadas. Um dica importante para aproveitar melhor a experiência é optar por roupas confortáveis, calçado sem salto, óculos de sol e repelente de insetos. 

 —  O Edredom nos Parreiras é diferente porque, entre tantos piqueniques que existem na região, o nosso é privativo. Atendemos o ano todo somente mediante reserva prévia de pelo menos 24 horas de antecedência.  O casal tem exclusividade e privacidade porque estará somente ele no parreiral. Eles podem relaxar, se deitar no edredom, em meio a uma paisagem lindíssima e se deliciar com a qualidade das comidas regionais que são servidas no piquenique  —  ressalta Bruna Cristofoli, diretora administrativa da Cristofoli Vinhos de Família.

Um passeio romântico ou uma viagem com os amigos ou familiares em busca por novas experiências, por aventura ou até por um destino onde possa relaxar. Fazer um piquenique em uma tenda com edredom montada em meio aos parreirais de uma vinícola, passear de bicicleta com a vista imponente de um cânion ou ainda se hospedar em cabanas rústicas no estilo canadense em uma paisagem exuberante. Tais experiências que são proporcionadas em Bento Gonçalves, Cambará do Sul e Picada Café figuram entre os dez destinos mais acessados na plataforma Viva o RS (vivaors.com.br). A ferramenta foi criada para apoiar o turismo gaúcho. É uma feira virtual onde os visitantes encontram passeios na natureza e com acesso à cultura e gastronomia típica de cada cidade. Lançada em 20 de setembro de 2020 ela segue no ar até 30 de outubro. Isso porque a ideia era oferecer aos turistas opções seguras e fora dos roteiros tradicionais mostrando o que o RS tem de melhor. Na foto, o Edredom no Parreiral em uma vinícola em Farias Lemos, distrito de Bento Gonçalves. <!-- NICAID(14618454) -->
Foto: Jeferson Soldi / Divulgação

Os turistas desfrutam de paz e silêncio e aproveitam as delícias de duas tábuas de piquenique com queijos, salames, bruschettas, frutas e outros produtos da região e uma garrafa de vinho ou espumante.  Bruna afirma que é uma das experiências mais antigas que a vinícola proporciona e uma das mais procuradas pelos turistas:

 —  Com a plataforma temos tido procura sim. Recebemos clientes que veem o passeio por lá e reservam na ferramenta e outros que entram em contato com a vinícola. Iniciativas como o Viva o RS, que aproximam os turistas das atrações do nosso Estado e aqui da nossa região e divulgam nossos roteiros são sempre bem-vindas. 

SAIBA MAIS

Quando: de segunda a sábado, às 13h ou às 15h30min
Contato:  (54) 3439-1190
E-mail: cristofoli@vinhoscristofoli.com.br
Responsável: Bruna Cristofoli
Valores: a partir de  R$ 185 por pessoa
Crianças de cinco a a 11 anos pagam apenas 50% do valor.
Agendamento:  é indispensável fazer a reserva independentemente do número de participantes
Tempo de duração: aproximadamente duas horas

Leia também
Iniciativa da Unidade de Artes Visuais de Caxias propõe que público crie obras de arte
Doce diferente: aprenda a fazer  docinho de bolo de cenoura 
A arte não para #19: os Ragazzi Dei Monti agora ensinam a tocar e cantar o folclore italiano na internet







 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros