Quatro novas agroindústrias são legalizadas em Bento Gonçalves - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Agro familiar21/09/2020 | 17h29Atualizada em 21/09/2020 | 17h29

Quatro novas agroindústrias são legalizadas em Bento Gonçalves

Município segue tendo o maior número de estabelecimentos familiares regulares de produtos agrícolas do Estado

Quatro novas agroindústrias são legalizadas em Bento Gonçalves Rejane Paludo/Emater RS / Divulgação
Vinhos Speranza é uma das três novas vinícolas coloniais do município Foto: Rejane Paludo / Emater RS / Divulgação

Bento Gonçalves ganhou nos últimos meses quatro novas agroindústrias: as vinícolas Bodegone, Vinhos Speranza e BioSabores e a Casa Leopoldina, empresa de massas. Os certificados de inclusão no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf) do Governo do Estado foram entregues na sexta-feira (18). 

Leia mais
Como Bento Gonçalves se tornou a cidade com maior número de agroindústrias no RS

Com isso, o município alcança 34 agroindústrias legalizadas e permanece tendo o maior número de estabelecimentos familiares regulares de produtos agrícolas do Estado — em julho, Bento tinha 33, mas houve o descadastramento de alguns nesse período. 

As novas agroindústrias legalizadas são a Bodegone e a Vinhos Speranza, que elaboram vinho colonial, além da BioSabores, a primeira vinícola colonial com produção de orgânicos do país, e a Casa Leopoldina, que comercializa massas. Bodegone, BioSabores e casa Leopoldina fica no Vale dos Vinhedos e a Speranza no distrito de Faria Lemos.

Leia também
Com restrições, eventos como feiras e congressos poderão ser realizados a partir desta semana
Receita da Randon cresce 10% em agosto e tem o melhor resultado do ano
Geada tardia afeta parreirais na região da Serra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros