Autorizada a realização de eventos corporativos no RS - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Com restrições22/09/2020 | 15h36Atualizada em 22/09/2020 | 15h36

Autorizada a realização de eventos corporativos no RS

Atividades poderão ocorrer somente em regiões com bandeira laranja ou amarela há duas semanas consecutivas

Autorizada a realização de eventos corporativos no RS Cleiton Thiele/Divulgação
Em simulação realizada em Gramado, distância entre as cadeiras Foto: Cleiton Thiele / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Estão liberados os eventos corporativos no Rio Grande do Sul. O decreto que permite a realização foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado na noite deste segunda-feira (21). A liberação foi possível, conforme o governo estadual, devido à estabilização e a redução de indicadores relativos ao coronavírus no RS. 

Leia mais
Com restrições, eventos como feiras e congressos poderão ser realizados a partir desta semana

Conforme o decreto, serão permitidos eventos como feiras e exposições corporativas e comerciais, seminários, congressos, convenções, simpósios, conferências, palestras, reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos. 

Para que as atividades possam ocorrer, as regiões precisam estar há pelo menos duas semanas consecutivas em bandeira laranja ou amarela, caso da Serra Gaúcha. Serão válidas somente as regras estabelecidas pelo Estado, ou seja, não será possível aplicar protocolos de cogestão. 

Os organizadores de eventos deverão observar questões como teto de ocupação, distanciamento entre expositores, circulação cruzada (janelas e portas abertas e sistema de renovação de ar), credenciamento e check-in online e início e término de seções não concomitantes entre outros. As regras para a realização serão publicadas nesta terça-feira (22) em uma edição extra do Diário Oficial. 

Em ambas as bandeira (laranja e amarela), os municípios-sede deverão autorizar a realização dos eventos. No entanto, para reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos não há necessidade de autorização municipal, mas haverá há uma relação de protocolos a serem seguidos similares aos impostos aos seminários, congressos e convenções.

Leia também
Novo centro de eventos de Caxias do Sul tem dois grupos de investidores interessados
Empresa de aulas particulares cresce na pandemia
Restauro da antiga Estação Férrea de Farroupilha tem previsão de ser concluído em novembro

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros