Mais de 600 funcionários de empresa contratada pela prefeitura de Bento Gonçalves serão demitidos - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Fim de contrato21/05/2020 | 16h59Atualizada em 22/05/2020 | 07h14

Mais de 600 funcionários de empresa contratada pela prefeitura de Bento Gonçalves serão demitidos

Secretário de Administração entende que nova contratada poderá absorver maioria dos colaboradores

O encerramento do contrato entre a prefeitura de Bento Gonçalves e a empresa terceirizada CCS, previsto para o final de junho, já atinge os trabalhadores no município da Serra. Conforme a Secretaria de Administração, 640 pessoas serão demitidas de funções como higienização, merenda escolar, motorista e auxiliar de diversas áreas. Além disso, os colaboradores tiveram os valores dos vales-refeição e transporte descontados sobre os dias de isolamento social, o que gera reivindicações.

Mesmo com o fim do contrato, o secretário Ivan Toniazzi garante que a maioria poderá ser recolocada em contratações de uma nova empresa. Recentemente, uma licitação foi barrada pela Justiça por conta de uma das cláusulas presentes no edital. É a que trata de experiência por no mínimo três anos no mercado. Segundo Toniazzi, o item é presente em outros editais do próprio Tribunal de Justiça do Estado.

A prefeitura pagou os valores correspondentes aos salários e vales-refeição e transporte por meio de depósitos judiciais. A empresa alegou que, pela convenção coletiva, eles não devem pagar o vale-alimentação e transporte pelos dias não trabalhados, o que foi acatado pelo Poder Judiciário.

Segundo Toniazzi, haverá contratação emergencial de uma nova empresa nos próximos dias. Nesse tipo de contrato, geralmente o período de atuação é por 10 meses, renováveis por mais 10. Em caso de licitação, seriam cinco anos com possibilidade de renovação.

A empresa CCS Serviços Terceirizados atua há mais de 10 anos em Bento Gonçalves e iniciou aviso prévio aos mais de 600 colaboradores na última segunda-feira (18). Conforme o secretário, a atual equipe irá trabalhar até dia 15 de junho.

A reportagem entrou em contato com a CCS, mas não há atendimento pelos canais de telefone divulgados tanto na unidade de Bento Gonçalves como na sede localizada em Porto Alegre.

Leia também
MEIs são os que mais procuram Sebrae presencialmente

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros