Pequenas empresas de turismo e eventos já fecharam as portas em Caxias - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Caixa-Forte21/04/2020 | 08h56Atualizada em 21/04/2020 | 08h56

Pequenas empresas de turismo e eventos já fecharam as portas em Caxias

Associação já foi comunicada de cinco negócios destes setores que fecharam 

Pequenas empresas de turismo e eventos já fecharam as portas em Caxias Julio Soares/divulgação
Presidente da Microempa prevê situação difícil até o fim do ano Foto: Julio Soares / divulgação

A presidente da Associação das Empresas de Pequeno Porte da Região Nordeste do Rio Grande do Sul (Microempa), Luiza Colombo Dutra, lamenta pelas primeiras empresas que precisaram encerrar suas atividades com a crise do Coronavírus. 

De uma base de 2,6 mil empresas dos mais variados setores, cinco já comunicaram à entidade do fechamento. Ela destaca que as áreas mais afetadas são de turismo e eventos, mas disse que o comércio também vem sentindo a recessão com muita força. 

Leia mais
Hotel em Caxias do Sul fecha as portas e demite cerca de 50 funcionários

A Microempa atende os empreendedores desde o início da pandemia, o que também é termômetro do que ainda está por vir.

_ No início eles buscavam a entidade para assessoria. Muitas empresas deram férias, banco de horas, trabalho em home office, mas ficaram paradas mais do que imaginavam e, provavelmente, vão ocorrer demissões e readequação de quadro. Com essa retomada gradativa, talvez consigam se manter _ prevê a presidente da entidade.

 De maneira geral, a empresária acredita que a situação vai ser muito difícil até o fim do ano. Apesar dos pequenos negócios serem os primeiros a sentirem a crise, porque nem sempre têm um bom capital de giro e fluxo de caixa, a pequena estrutura também permite ao empreendedor se reerguer mais fácil. 

Leia também
Tradição ampliada além das mesas



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros