Decreto obriga uso de máscara ao entrar em lojas de Caxias do Sul - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Liberado com restrições17/04/2020 | 08h18Atualizada em 17/04/2020 | 10h17

Decreto obriga uso de máscara ao entrar em lojas de Caxias do Sul

Comércio pode funcionar das 8h às 20h a partir desta sexta-feira (17)

Decreto obriga uso de máscara ao entrar em lojas de Caxias do Sul Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Com a retomada das atividades do comércio em Caxias do Sul a partir desta sexta-feira (17), o acesso dos clientes aos estabelecimentos somente poderá ocorrer se eles estiverem utilizando máscaras. As regras constam no decreto que autoriza a abertura das lojas, incluindo shoppings, das 8h às 20h. O documento foi publicado pela prefeitura nesta quinta-feira (16), após o governo do Estado permitir que os municípios da Serra decidissem individualmente sobre o funcionamento do comércio. Em Caxias, as lojas estavam fechadas desde 21 de março.

Leia mais
Publicado decreto estadual que permite o funcionamento do comércio na Serra
Mesmo com retomada parcial de público, restaurantes de Caxias estimam prejuízo de até 90% nas últimas semanas
Governador do Estado libera flexibilização da atividade econômica na Serra Gaúcha
Após conversa com Eduardo Leite, prefeitos da Serra projetam abertura do comércio 

O novo decreto municipal determina ainda que os estabelecimentos devem fornecer as máscaras a clientes que eventualmente não possuam. Além disso, o quadro de funcionários fica limitado a 50% e o número de consumidores dentro das lojas deve ser reduzido. Embora os shoppings possam abrir, os cinemas seguirão fechados, assim como os espaços de lazer dos empreendimentos.

A prova de roupas e outros produtos nas lojas não está autorizada devido a uma portaria da Secretaria Estadual da Saúde (SES) publicada na noite desta quinta-feira e válida para todo o Rio Grande do Sul. A mercadoria também deve passar por limpeza antes de ser entregue ao comprador, assim como os itens expostos à venda devem passar por higienização frequente.

Outra flexibilização adotada no decreto de Caxias do Sul aumenta para 50% por turno o quadro de funcionários permitido para a indústria e construção civil a partir de segunda-feira (20). Desde o dia 6 de abril, as fábricas podem funcionar apenas com 25% dos trabalhadores. Os laboratórios vinculados a ensino e pesquisa, mantidos por instituições de ensino, também já podem abrir. Já os bancos e os postos de combustíveis podem voltar à normalidade em toda a cidade. A exceção, nesse caso, são as lojas de conveniência, que ainda não poderão ter consumo de alimentos no local.

— Os bancos e cooperativas de crédito não estão mais regulamentados pelo município em função de uma normativa da agência nacional que regula as agências e do Banco Central. São eles que, a partir deste momento, vão fazer todas as adequações — disse em live na manhã desta sexta o secretário do Urbanismo de Caxias, João Uez.

Seguem proibidos de funcionar na cidade academias, quadras poliesportivas, bares, casas noturnas, CTGs, salões comunitários, casas de festas, teatros, museus, centros culturais e bibliotecas. As instituições de ensino também seguem fechadas, assim como os parques e praças da cidade. Os eventos também seguem proibidos.

— Tudo relacionado a entretenimento onde exista grande aglomeração está proibido. O objetivo do decreto é evitar aglomerações nos estabelecimentos e espaços públicos. Está totalmente vetado não há previsão de liberação — destaca o diretor de fiscalização da Secretaria do Urbanismo, Rodrigo Lazzarotto.

AS MUDANÇAS

- COMÉRCIO: Pode abrir com 50% dos funcionários e dos clientes, com uso obrigatório de máscaras inclusive para supermercados. Shoppings também podem funcionar, mas cinemas e espaços de lazer seguem fechados. É proibido provar os produtos.

- BANCOS: Passam a ser regulados por normativas do setor. O decreto não impõe mais restrições às atividades

- LOTÉRICAS: Ganham uma hora a mais de funcionamento, podendo funcionar até as 18h

- POSTOS DE COMBUSTÍVEIS: Podem funcionar em horário normal em toda a cidade. Se mantém apenas a proibição do consumos de alimentos e colocação de mesas nas lojas de conveniência

- PILATES E ACADEMIAS: Seguem fechadas. O município estuda formas de liberar as atividades proporcionando segurança aos clientes, o que pode ocorrer na próxima semana

- INDÚSTRIA E CONSTRUÇÃO CIVIL: Pode operar com 50% dos funcionários por turno a partir da próxima segunda-feira (20)

- ENSINO: As atividades seguem suspensas em todas as instituições de ensino. Apenas 25% do quadro do setor administrativo está autorizado a trabalhar

- TRANSPORTE COLETIVO: Segundo o secretário de Trânsito, Alfonso Willembring, segue operando com 40% da frota. Demanda será avaliada ao longo do dia e linhas podem ser reforçadas já no fim da tarde

- OUTRAS ATIVIDADES PROIBIDAS: Lanchonetes com venda de bebidas alcoólicas, hotéis (permitido para moradores do município que buscam isolamento), bares, casas noturnas, estabelecimentos esportivos, presença em parques e praças, eventos, museus e bibliotecas

Leia também
Médicos alertam para falsa sensação de segurança em relação ao coronavírus
Comércio de Caxias do Sul se prepara para abrir nesta sexta
Pesquisa da CIC de Caxias aponta as perdas no agronegócio 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros