Gramado determina que restaurantes deixem espaço de dois metros entre mesas para evitar aglomerações - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pandemia de coronavírus18/03/2020 | 17h47Atualizada em 18/03/2020 | 17h47

Gramado determina que restaurantes deixem espaço de dois metros entre mesas para evitar aglomerações

Definição consta em decreto publicado nesta quarta-feira

Gramado determina que restaurantes deixem espaço de dois metros entre mesas para evitar aglomerações Andréa Graiz/Agencia RBS
Medidas adotas pela prefeitura geram mudanças em estabelecimentos voltados ao turismo, principal setor do município Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

Um decreto publicado nesta quarta-feira (18) pela prefeitura de Gramado traz uma série de determinações para tentar conter a transmissão de coronavírus no município. As medidas se estendem, inclusive, a empresas que atuam no turismo, principal setor do município. Uma das definições é que os restaurantes e estabelecimentos similares deixem a distância mínima de dois metros entre as mesas, para evitar aglomerações. O documento também estabelece regras para higienização dos espaços. Além disso, os estabelecimentos comerciais terão de garantir álcool gel 70% aos consumidores e colaboradores.

O prefeito João Alfredo Bertolucci, o Fedoca (PDT), suspendeu por 60 dias eventos que exijam licença do poder público.  A programação artística da Páscoa e a Festa da Colônia foram canceladas. O decreto estabelece ainda uma série de restrições para situações que aglomeração, como reuniões em espaços público. Entre os serviços que não podem funcionar, estão academias, clubes, casas noturnas e de festas. Missas e cultos também estão proibidos.

Leia mais
Atrações artísticas e culturais do Gramado em Páscoa são canceladas

Parte dos atendimentos em saúde, como grupos de voltados à saúde mental, nutrição, fisioterapia e consultas agendadas na rede básica de saúde, foram suspensas. Dentistas vão trabalhar apenas em situações de urgência e emergência. A prefeitura suspendeu ainda temporariamente parte das atividades da Vigilância Sanitária, incluindo emissão de alvará para novos estabelecimentos.

No transporte, além da higienização, empresas e motoristas de aplicativo devem disponibilizar álcool gel.

Recomendação é fechar serviços não essenciais

Para serviços como salões de beleza, consultórios de atendimentos na área da saúde, estabelecimentos de gastronomia, comércio e escolas particulares, a recomendação é o fechamento. A exceção são os considerados essenciais, como mercados, farmácias, postos de combustíveis e venda de água e gás.

O documento traz ainda uma série de recomendações à população, como não viajar ao exterior, não visitar integrantes dos grupos de risco da covid-19, evitar aglomerações e o compartilhamento de utensílios, além de manter as crianças em casa. Para quem fez viagens a regiões com transmissão comunitária da doença, quando não se sabe mais de onde partiu a contaminação, a orientação é fazer isolamento domiciliar e comunicar imediatamente a prefeitura pelo e-mail coe@gramado.rs.gov.br.

O decreto determina que o isolamento não será considerado falta no trabalho nem no setor público nem no privado após a comprovação pelo Centro de Operações de Emergência (COE) Gramado.

Novas regras para o funcionalismo

Fedoca definiu regras em relação aos servidores em condições suspeitas de covid-19. Aqueles com mais de 60 anos, pacientes crônicos e outros em condições especiais de saúde e gestantes poderão ser afastados do trabalho. A prefeitura também abriu a possibilidade de tele-trabalho para quem desempenha atividades não essenciais.

Leia também
Secretaria de Saúde de Caxias altera rotina de atendimento em decorrência do coronavírus
Correios adotam medidas internas para reduzir transmissão do coronavírus e mantêm entregas no país
Da Serra para o mundo: saiba como está a rotina fora do Brasil com a pandemia de coronavírus #1

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros