"O futuro do Brasil será o turismo", diz empresário - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Vitivinicultura26/02/2020 | 11h57Atualizada em 26/02/2020 | 11h57

"O futuro do Brasil será o turismo", diz empresário

Em cinco anos , João Zanotto, da Vinícola Campestre quer colocar Vacaria no mapa turístico do estado

"O futuro do Brasil será o turismo", diz empresário Marcelo Mugnol/Agencia RBS
João Zanotto é visionário e pretende fazer da nova unidade da vinícola, em Vacaria, uma referência no turismo Foto: Marcelo Mugnol / Agencia RBS

Há uma máxima no mundo dos negócios que diz o seguinte: investir em áreas ainda não exploradas tende a ter uma perspectiva maior de crescimento. Atento a isso, João Carlos Zanotto, proprietário da Vinícola Campestre, resolveu apostar suas fichas em uma nova planta, com novos vinhedos, uma nova marca de vinhos de reserva e em novos projetos enoturísticos em Vacaria, nos Campos de Cima da Serra.

Zanotto estabeleceu a empresa como uma das líderes no mercado de vinhos de mesa, cujo interesse para essa variedade mais comum são as regiões sudeste, norte e nordeste. Toda essa identidade, que nasceu em 1968, no município de Campestre da Serra, não se perderá, mas a Campestre quer lutar pela fatia do mercado de vinhos finos.

O empresário não pensa em desacelerar, ele quer levar a marca a um novo patamar. Para isso, já investiu R$ 30 milhões na remodelação e reforma do prédio adquirido junto ao antigo Frigorífico Vacariense, há 20 anos abandonado. A unidade de Vacaria começará em 2020 a concentrar a produção de vinhos finos e espumantes, com uma perspectiva de 350 mil garrafas por ano. É uma guinada planejada, para, aos poucos, fazer com que a Campestre comece a ser vista também por seus vinhos finos das marcas Zanotto e Nova Morada.

Para além dos vinhedos, Zanotto quer entrar de sola no enoturismo, que, segundo ele, conduz a compra de 1/4 das garrafas de vinho no mundo. Para se ter uma ideia, a Itália, o primeiro do ranking no mercado de vinhos, produz em torno de 5 bilhões de litros/ano. Na esteira disso, só a Campestre produziu em 2019 35 milhões de garrafas de vinho (25,5 milhões de litros) e 2 milhões de litros de suco de uva. Zanotto investe nesse mercado, que tem um grande potencial a ser explorado. 

– Só no ano passado, visitei 12 vinícolas na Itália. E as pessoas me perguntam qual eu mais gostei. Olha, eu gostei daquelas em que fui melhor recebido. Talvez nem seja aquela a que faz o melhor vinho, mas nós temos uma tradição no Brasil de recebermos bem os turistas. Quero dar uma nova opção, além de Bento e Gramado, e trazer as pessoas para conhecer uma vinícola nos Campos de Cima da Serra – aposta.

Vinícola Campestre ocupa uma área de 83hectares em sua sede de Vacaria, onde produzirá apenas vinhos finos. Desde fevereiro, a vinícola está com visitações abertas e vai investir ainda mais em enoturismo.Na foto: o proprietário João Carlos Zanotto.<!-- NICAID(14419380) -->
Loja da vinícola, na unidade de VacariaFoto: Marcelo Mugnol / Agencia RBS

Complexo enoturístico

Para fixar ainda mais os visitantes, em até cinco anos Zanotto deve inaugurar todo o complexo enoturístico que sonha para Vacaria.

– Sabe que encontramos água termal nesse terreno que compramos? Então, eu vou construir um hotel com 120 quartos e piscinas com água termal. Além disso, vamos ter dois restaurantes, um para atender à demanda de segunda a sexta, na visita dos grupos aqui na vinícola, e outro bem maior, para os finais de semana. Fora que há muito espaço para fazer piqueniques pela propriedade – revela, sem mencionar de quanto será o investimento necessário.

Zanotto está de olho em um setor, que vai além da vitivinicultura:

– O futuro do Brasil será o turismo. As pessoas estão vivendo mais e vão viajar cada vez mais. Quando surgiu a ideia da compra desse prédio, que era um frigorífico, eu estava em Montevideo. Eu fui visitar o shopping Punta Carretas, que foi feito onde era um presídio (lá ficou preso o ex-presidente uruguaio José Pepe Mujica). Aí eu pensei: se fizeram um shopping onde era um presídio, porque não fazer uma vinícola onde antes funcionava um frigorífico?

Vinícola Campestre ocupa uma área de 83hectares em sua sede de Vacaria, onde produzirá apenas vinhos finos. Desde fevereiro, a vinícola está com visitações abertas e vai investir ainda mais em enoturismo.Na foto: o proprietário João Carlos Zanotto.<!-- NICAID(14419379) -->
Foto: Marcelo Mugnol / Agencia RBS

Terroir dos Campos de Cima da Serra

De uma forma muito simplificada, a palavra francesa terroir pode ser traduzida como o terreno onde o vinhedo está plantado. Mas, filosoficamente, é o condutor da alma do vinho, que vai fazer florescer aromas e sabores. Ou seja, tem uma valor mais intenso para quem conhece mais sobre vinhos.  

– Aqui nos Campos de Cima da Serra estamos há quase mil metros de altitude, então os dias de verão são quentes, mas a noite é bem amena. Isso, aliado ao solo que é mais argiloso, como na Serra, nos proporciona uma maior intensidade aromática para as uvas tintas – explica o enólogo André Donatti.

A propriedade de Vacaria tem 84 hectares de área, sendo que em 25 hectares já existem vinhedos plantados.

– As uvas que melhor se adaptaram aqui para fazer o vinho foram a Sauvignon Blanc, Pinot Noir e Merlot. Mas também estamos fazendo uma aposta nas videiras de Sangiovese, Malbec, Syrah e Tannat – revela Donatti.

Programe-se
Visita guiada
: Inclui visita pelos vinhedos, vinificação, museus e caves e degustação de três vinhos e um espumante (ganha uma taça de brinde) para grupos de até 12 pessoas.
Horário: Passeios às 9h30min e 14h30min
Preço: R$ 50, sendo que R$ 20 são revertidos em compras na loja.
Endereço: A Vinícola Campestre (Complexo Enoturístico) fica na BR 116 – Km 30, 1.410, bairro Passo da Porteira – Vacaria (RS)
Informações: (54) 3511-6060 e (54) 9 9655-3377
www.vinicolacampestre.com.br

Leia também:
Quem são os consumidores do varejo online?
Safra da uva tem quebra de 20%, mas ótima qualidade, destaca presidente da Uvibra
Mesmo com baixa, Argentina é ainda importante parceiro para uma das principais exportadoras de Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros