Jovem de Bento Gonçalves é selecionado para participar de programa de trainee na Disney - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Oportunidade18/02/2020 | 06h19Atualizada em 03/03/2020 | 14h14

Jovem de Bento Gonçalves é selecionado para participar de programa de trainee na Disney

Gabriel Vidal embarca em março e passará um ano nos Estados Unidos

Jovem de Bento Gonçalves é selecionado para participar de programa de trainee na Disney Arquivo pessoal/Divulgação
Gabriel já participou de dois programas de trabalho na Disney Foto: Arquivo pessoal / Divulgação

Viagem dos sonhos de muitas crianças e adultos, a Disney também pode ser oportunidade de trabalho legal para quem busca experiência no Exterior. Anualmente, estrangeiros são recrutados para formar o time da maior empresa de entretenimento do mundo. Neste 2020, o programa de trainee terá um morador de Bento Gonçalves: Gabriel Vidal, 23 anos, embarca em 28 de março para o mundo mágico de Mickey e companhia. 

Não é a primeira vez que Gabriel estará na Disney a trabalho. Ele já participou de dois programas laborais no complexo. O primeiro foi em 2017 e o segundo, no ano passado. Em ambos, permaneceu no período de férias de verão. Agora, ficará por um ano em Orlando, na Flórida. Será um dos 15 brasileiros trainees da Disney neste ano. 

— Foram muitas inscrições, está cada vez mais concorrido — conta, acrescentando que havia 86 interessados nas vagas. 

A experiência que ser trainee na Disney trará para o currículo de Gabriel é um dos motivos que mais o encorajam a passar um ano longe de casa. Ele até já planeja, quando retornar, concluir a graduação em Publicidade e Propaganda na Unisinos e buscar colocação em uma grande agência ou, quem sabe, abrir sua própria empresa. A ideia é mudar-se para uma grande cidade, como São Paulo. 

O foco neste período é aproveitar ao máximo a oportunidade e reforçar o que já aprendeu nas duas passagens pela Disney: como tratar as pessoas. 

— Percebi coisas importantes no atendimento ao cliente. A Disney tem muito carinho com eles. A maioria está realizando um sonho e precisa ser bem tratada. 

Mas não é só isso, claro. Trabalhar na Disney também proporciona, segundo Gabriel, crescimento pessoal. Como todos os jovens selecionados moram juntos em um condomínio e dividem apartamento, é possível conhecer costumes e hábitos de pessoas de diferentes lugares do mundo. 

— Tem a experiência do intercâmbio também. Morei com indianos, por exemplo. 

Retorno financeiro

Além da experiência profissional e de vida, o trabalho na Disney possibilita "levantar" um bom dinheiro. O Cultural Exchange Program, que abre inscrições em março, paga a partir de 10 dólares por hora. Já o programa de trainee paga 16 dólares a hora — a hora extra, neste caso, é 22 dólares. 

Mesmo tendo de pagar o aluguel e alimentação, Gabriel garante que vale a pena financeiramente: 

— Vai do planejamento de cada um. Conheço muita gente que teve a passagem paga pelos pais e depois conseguiu devolver o valor.  

Os participantes dos programas de trabalho da Disney podem entrar em todos os parques gratuitamente quando estão de folga e também ganham ingressos para oferecer aos familiares e amigos. 

Gabriel Vidal, moradora de Bento Gonçalves, foi selecionado para ser trainee na Disney. Ele passará um ano trabalhando nos Estados Unidos.
Foto: Arquivo pessoal / Divulgação

FIQUE ATENTO

As inscrições para o Disney — Cultural Exchange Program ainda não estão abertas. Quando a data for anunciada, as inscrições deverão ser feitas no site stb.com.br 

Requisitos
> Ter no mínimo 18 anos até a data de início do processo seletivo.
> Ter inglês fluente.
> Ser estudante universitário matriculado em curso de bacharelado presencial reconhecido pelo MEC e com calendário acadêmico regular.
> Ter disponibilidade para iniciar e completar o programa a partir de meados de novembro até o começo de março do ano seguinte.
> Possuir condições financeiras para custear bilhete aéreo de ida e volta, seguro de saúde internacional exigido pela Disney, as primeiras duas semanas de acomodação, taxa assessement fee (valor revertido para conservação do condomínio, eventos, etc) e despesas de visto.

Duração
> De 2 a 3 meses. 

Funções
> Merchandising (lojas).
> Quick service (lanchonetes).
> Seater (restaurantes).
> Character performer (personagem).
> Character attendant (assistente do personagem).
> Custodial (auxiliar de limpeza).
> Attractions (brinquedos e atrações).

Jornada de trabalho
> São garantidas 30 horas de trabalho, mas é possível ultrapassar, podendo incluir finais de semanas e feriados dependendo da demanda. Em alguns casos, existe a possibilidade de horas-extras, mas as condições também dependem da demanda. 

Remuneração
> O mínimo é de 10 dólares por hora. 

DICAS DO GABRIEL PARA CONSEGUIR UMA VAGA NO CULTURAL EXCHANGE PROGRAM

> Deixar de lado a parte da magia e focar no profissional, afinal, você está indo trabalhar e não passar as férias dos sonhos na Disney. O que eles querem são pessoas comprometidas com o trabalho e com a empresa.
> Tente relacionar o trabalho na Disney com a carreira ou com o seu curso da faculdade.
> Liste os benefícios não somente profissionais, mas os que irão ajudá-lo como pessoa.
> No dia da inscrição, tenha vários dispositivos prontos para a inscrição (computador, tablet, celular) e dados pessoais em mãos. Vale também pedir ajuda de amigos e familiares para a inscrição — as vagas para assistir à palestra e para a primeira entrevista costumam esgotar em pouco tempo.
> Ser extrovertido, animado e sorrir são formas de se dar bem na entrevista.
> A primeira entrevista ocorre em dupla ou em trio. Interagir com o colega e se mostrar interessado nas respostas dele demonstram proatividade.
> Se mostre 100% disposto a aprender, preparado para qualquer coisa e disposto a sair da zona de conforto.
> Pense a respeito de o que a Disney tem que as outras empresas não têm.
> O que você tem para oferecer para a Disney? Pense em como você vai poder contribuir, qual o seu diferencial.
> Seja você mesmo e não tente decorar respostas. Um "branco" pode te desestabilizar, então, faça tópicos do que você gostaria de falar, porém, nunca decore frases prontas.

Leia também
Economistas avaliam o impacto do dólar em alta
Blocos de rua fazem da folia o principal evento de Caxias em ano sem Festa da Uva
Colheita da maçã, em Vacaria, tem presença recorde de indígenas do Mato Grosso do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros