"Sempre imaginei o Pátio Eberle como um espaço democrático e urbano", diz dono da empresa responsável pelo espaço - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

+Serra06/01/2020 | 08h25Atualizada em 06/01/2020 | 08h30

"Sempre imaginei o Pátio Eberle como um espaço democrático e urbano", diz dono da empresa responsável pelo espaço

Gilberto Caberlon, proprietário da GCI Investimentos, promete novidades para 2020

"Sempre imaginei o Pátio Eberle como um espaço democrático e urbano", diz dono da empresa responsável pelo espaço Marcelo Casagrande / Agência RBS/Agência RBS
Conforme Caberlon, espaços apresentam taxa atual de ocupação de 93% Foto: Marcelo Casagrande / Agência RBS / Agência RBS

O novo ano do Pátio Eberle, em Caxias do Sul, começa com novidades. O primeiro mês de 2020 será marcado pela chegada do Instituto de Leitura Quindim, uma instituição privada de serviço público com caráter cultural. Ao longo do ano, um salão de beleza será inaugurado e serão lançadas a marca e a identidade visual do Pátio. 

O prédio que abrigou a Metalúrgica Eberle nas faces das das ruas Sinimbu, Borges de Medeiros e Os Dezoito do Forte também irá preservar a história da indústria, com um caminho dentro do empreendimento preenchido com memórias, fotos e referências do antigo espaço, destacando o valor histórico e arquitetônico da edificação para a região. A curadoria será do jornalista Rodrigo Lopes. 

O empreendimento, de responsabilidade da GCI Investimentos desde 2014, está com 93% do espaço ocupado — as primeiras entregas foram feitas em 2015. Nesta entrevista, concedida por e-mail, o proprietário da empresa, Gilberto Caberlon, faz um balanço do ano do Pátio Eberle e dos planos para o espaço e para a GCI. Confira: 

Pioneiro: Como foi o 2019 para o Pátio Eberle?
Gilberto Caberlon:
Foi um ano fundamental para consolidação do local como uma nova alternativa para comércio, serviços e educação no centro da cidade. Em 2019, abrimos novos espaços na Rua Os Dezoito do Forte, como a escola de inglês Beetools — EdTech (startup com foco em educação). Inauguramos a Casa de Eventos, no local onde antigamente funcionava a mecânica da metalúrgica. O prédio de alvenaria mais antigo de todo complexo foi palco de eventos culturais, entretenimento e de disseminação do conhecimento, como o TEDxExposição e o seminário Cidades em Transformação. No Pátio interno, da Rua Sinimbu, o Le Marché Chic promoveu empreendedorismo criativo e sustentável em quatro edições.

Qual a ocupação hoje do espaço?
São 8 mil metros quadrados de área bruta locável e a taxa de ocupação atual é de 93%. Sempre imaginei este lugar como uma quadra aberta e de multiúso, um espaço democrático e urbano. Contamos hoje com lojas, espaços corporativos, casa de eventos, estacionamento e muita conveniência tanto para o usuário quanto para o inquilino. Nos próximos meses, nas salas da Dezoito do Forte, inaugura um salão de beleza, com proposta inovadora. Seguimos em ritmo de inaugurações e renovações, trazendo motivo para a visita de novos consumidores.

Quais os planos para o Pátio Eberle em 2020?
Faremos o resgate da história do local, com curadoria de conteúdo do jornalista Rodrigo Lopes. Um caminho de dentro do empreendimento será preenchido com memórias, fotos e referências do antigo espaço, destacando seu valor histórico e arquitetônico. Todos serão convidados a conhecer. Lançaremos conceito da marca e a identidade visual do Pátio Eberle que conta com a assessoria do estúdio criativo Túnel Plus. Também teremos melhorias no sentido de simplificar a circulação do público nos espaços, com a execução do projeto de sinalização wayfinding encabeçado pela STUDIOMDA. Nossa ideia é convidar o público a entrar e conhecer o Pátio Eberle. O novo sistema de sinalização wayfinding (um conjunto de pistas constituídas por elementos visuais, auditivos, táteis, entre outros, que permitem às pessoas se movimentarem dentro de um espaço de maneira segura e informada) irá guiar e encorajar as pessoas a circular com segurança e autonomia pelos prédios e pátios internos. O caminho histórico e a sinalização wayfinding têm o objetivo de comunicar valores e contribuir profundamente para a construção física, social e cultural deste local tão importante para nossa Caxias do Sul.

Em quanto deve fechar o faturamento neste ano?
A empresa não declara o valor de faturamento do local.

Quando a GCI investiu no Pátio Eberle, a ideia era dar vida a uma área nobre de Caxias e que foi fundamental para o desenvolvimento da cidade. O objetivo foi atingido?
O local contribui para fazer a economia da cidade girar. Lojas especializadas em moda infantil, brinquedos e material escolar, moda íntima, feminina, jeans, ótica e joalheria, artigos esportivos e acessórios para celular que, somadas à conveniência do estacionamento rotativo e facilidade de acesso ao transporte público, se tornam uma opção certeira para as compras dos caxienses. Além de retornar ao dia a dia das pessoas por estes aspectos, o empreendimento ainda abriga faculdade, cursos técnicos, escola de inglês e tem forte vocação para seguir exercendo o papel de desenvolvimento para a cidade. Por estar próximos a importantes colégios, forma um novo hub cultural e educacional para a cidade e um ótimo local para se estar como lojista. O objetivo e propósito foram alcançados e se tornam cada dia maiores. Vamos seguir investindo em melhorias e atrações para aumentar o público e a circulação.

Detalhe a ocupação do Salão Nobre e o que se pensa para esse andar.
Teremos mais um espaço cultural com a chegada do Instituto de Leitura Quindim, uma instituição privada de serviço público. A partir deste mês (janeiro de 2020), o espaço do Salão Nobre poderá ser visitado por toda a comunidade. O Instituto Quindim possui biblioteca e oferece acesso gratuito a mais de 5 mil obras de literatura infantil e infanto-juvenil.

E quanto à GCI, quais os projetos para o próximo ano?
Para 2020, nossa pauta é crescimento, vejo o Brasil num momento propício para o desenvolvimento econômico. Nós seguiremos investindo e crescendo.

Leia também
Aliança Francesa encerra atividades em Caxias do Sul após quase 65 anos
Caxias ganhará rede de gás natural encanado para fornecimento residencial
Vinícola da Serra Gaúcha oferece atração especial para crianças

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros