Reunião com o governo federal sobre novo aeroporto de Caxias do Sul ocorre na próxima semana - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Tratativas27/01/2020 | 10h30Atualizada em 27/01/2020 | 10h30

Reunião com o governo federal sobre novo aeroporto de Caxias do Sul ocorre na próxima semana

Representantes do município e do Estado vão a Brasília para tratar do assunto

Reunião com o governo federal sobre novo aeroporto de Caxias do Sul ocorre na próxima semana Luiz Chaves/divulgação
Um dos temas que serão debatidos é a desapropriação da área do futuro aeroporto Foto: Luiz Chaves / divulgação

Representantes do município de Caxias, do Estado e da União se reúnem no próximo dia 4 de fevereiro para tratar da construção do Aeroporto Regional da Serra Gaúcha, que ficará em Vila Oliva. O encontro está marcado para as 10h, em Brasília. A pauta contempla a situação da desapropriação da área de terras onde o investimento será feito, além de encaminhamentos do termo de referência da licitação que será lançada para a execução da obra. 

Na semana passada, o Estado reiterou ao município a intenção de pagar as indenizações para as famílias que são donas dos terrenos após um encontro com representantes do município. A posição mais contundente veio após o município obter autorização para contratar um empréstimo de R$ 30 milhões que seriam aplicados nas desapropriações. Depois do encontro, o secretário extraordinário estadual de Parcerias, Bruno Vanuzzi, disse que uma reunião em Brasília definiria a melhor forma de participação do governo para a construção do aeroporto.

Leia mais
Governo do Estado reitera intenção em assumir indenizações de área de aeroporto da Serra Gaúcha
"Não vamos interferir se isso atrasar o projeto", garante secretário estadual sobre Aeroporto da Serra Gaúcha
Assinado termo para repasse de R$ 200 milhões para aeroporto da Serra Gaúcha
Prefeitura de Caxias confirma que vai pagar as desapropriações do Aeroporto Regional da Serra Gaúcha 

Conforme o secretário municipal da Receita e de Gestão e Finanças, Paulo Dahmer, a prefeitura está aberta para a negociação. Caso o Estado não pague as indenizações, pode ajudar com recursos para obras de acesso. A outorga do aeroporto hoje está com o município, mas Dahmer afirma que não há objeções para que seja repassada ao governo estadual.

— Não tem problema nenhum o governo administrar o aeroporto. Mas se a área for do município, fica mais difícil para o Estado fazer a concessão à iniciativa privada, se essa for a intenção. Por isso, seria melhor que o Estado pagasse pelas desapropriações — comenta.

Outro assunto que será tratado com o secretário de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann, e com o coordenador geral de projetos aeroportuários da pasta, Márcio Mafili, é o termo de referência da licitação que será lançada para a primeira etapa da obra. De acordo com Dahmer, a orientação inicial foi de que o mesmo edital contemple o desenvolvimento do projeto e a construção do aeroporto.

No ano passado, União e município assinaram um termo de compromisso de repasse de R$ 200 milhões em recursos federais para o investimento.

Leia também
Atender os turistas em propriedades rurais familiares é uma tradição em Ausentes
Turismo em Ausentes deverá representar 35% da economia em 2020, estima a prefeitura
"O vice não é o partido", diz vereador sobre cargo do PSB no governo de Caxias do Sul

 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros