"Não perdemos o otimismo com o Brasil", diz CEO do Grupo Brinox - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

+Serra18/11/2019 | 08h12Atualizada em 18/11/2019 | 08h12

"Não perdemos o otimismo com o Brasil", diz CEO do Grupo Brinox

Christian Hartenstein confirma para 2020 a inauguração de fábrica no Espírito Santo 

"Não perdemos o otimismo com o Brasil", diz CEO do Grupo Brinox brinox/divulgação
Executivo, que se divide entre Buenos Aires e São Paulo, detalha planos de expansão Foto: brinox / divulgação

Expansão talvez seja a palavra que melhor defina o Grupo Brinox, um dos maiores fabricantes de utilidades domésticas do Brasil.

Fundada em 1988, no polo industrial de Caxias do Sul, a empresa deu um passo significativo em 2011, estreitando parceria estratégica com o fundo de investimentos Southern Cross Group. No início de 2012, comprou a Coza Utilidades Plásticas, líder em artigos domésticos de plástico com design no Brasil.

Em agosto de 2015, mais uma página é agregada à história de ampliação, com a aquisição da paulista Haus Concept, referência nacional no segmento de produtos em melamina (material que parece porcelana, com forte presença no segmento corporativo, como hotéis). 

Dessa forma, o conglomerado tornou-se um poderoso player do mercado de utilidades domésticas do país, abarcando as marcas Brinox, Coza e Haus Concept, com mais de 5 mil produtos. Para comparar: há 10 anos, eram menos de 2 mil itens.

Com uma unidade fabril em Caxias do Sul, onde está instalada a primeira loja do Grupo Brinox para consumidores finais, escritório sediado em Guangzhou, na China, e uma representação com showroom em São Paulo, o grupo ousa em estratégias para crescer. E promete altos investimentos em 2020, como uma nova fábrica no Espírito Santo, anuncia Christian Hartenstein, CEO do Grupo Brinox, graduado em Economia pela Universidad de San Andrés (Argentina). Hoje, o executivo se divide no trajeto Buenos Aires (sua cidade-natal)-São Paulo, tendo residência fixa nas duas cidades. Na entrevista a seguir, ele revela os projetos ambiciosos traçados pela empresa: 

Qual a estrutura atual da empresa?
Nossa unidade fabril em Caxias do Sul está instalada em uma área total de 80 mil m². Atualmente, contamos com uma equipe de 834 funcionários. Com 30 anos de mercado, atendemos 4 mil clientes no país. Com uma força comercial presente em todo o Brasil e globalmente com exportações a mais de 20 países, o grupo ainda tem escritório em São Paulo e uma sede localizada em Guangzhou, na China. Possuímos um processo fabril moderno, manufaturando diferentes tipos de matérias-primas, entre elas o aço inox, o alumínio e o plástico.

O momento é de otimismo ou cautela?
Não perdemos o otimismo com o Brasil, especialmente neste momento, em que acreditamos iniciar um ciclo de crescimento para a economia e a expansão das oportunidades de emprego. Temos diversos projetos e iniciativas voltados a ganhos de eficiência, transformação digital e inovação, buscando sempre melhorar as formas com que alcançamos nossos clientes e consumidores.

Quais os planos de expansão do grupo?
Para 2020, temos vários projetos, o mais relevante é a expansão da nossa fábrica e logística. Estaremos inaugurando uma nova unidade fabril em Linhares, Espírito Santo, com centro de distribuição, resultado de investimento de R$ 50 milhões e com a geração prevista de 240 empregos. Já na sede de Caxias do Sul, estaremos inaugurando uma renovada loja de fábrica — o Grupo Brinox Shop, que contará com um espaço mais moderno e amplo para receber os clientes. Em São Paulo, estamos duplicando nosso showroom, que estará localizado em novo endereço, agora na Avenida Paulista.

Qual o impacto dessa expansão para Caxias?
A produção na cidade permanecerá, pois acreditamos no potencial de aumento da demanda e ampliaremos as linhas de fabricação. Já estávamos com gargalos de espaço. Nossa escolha por Espírito Santo para a expansão está ligada a vantagens logísticas, estando mais próximos de mercados importantes, à mão de obra qualificada e à grande abertura que recebemos dos órgãos públicos para ajudar a desenvolver o projeto. 

O que representa o e-commerce?
No mundo todo o e-commerce vem crescendo de forma consistente. Acreditamos que este canal será cada vez mais relevante e, por isso, prestamos especial atenção em como devemos adaptar processos, produtos e infraestrutura para que nossas marcas tenham um papel relevante neste canal.

Como avalia a exportação?
É um mercado interessante, onde os produtos made in Brazil contam com uma excelente reputação. Acreditamos que existe grande potencial para nossos produtos na exportação e estamos trabalhando para crescer no mercado global. Em 2019, passamos a participar de uma das maiores feiras do mundo no segmento, Housewares, em Chicago (EUA). Em 2020, também estaremos na Feira Ambiente, em Frankfurt (Alemanha).

As marcas apostam em estratégias inteligentes de marketing. Cite algumas?
Sempre em busca de novos formatos, nossos olhos estão voltados aos canais digitais e inovadores, como o Tastemade Brasil, canal digital para compartilhar paixão por comida e viagens. Além disso, fechamos licenciamento com importantes marcas/nomes, como Pantone e Carlos Bertolazzi, chef de cozinha e apresentador do programa Fábrica de Casamentos.

Quais os carros-chefes da empresa?
Os carros-chefes das marcas são: Brinox — panelas, talheres e lixeiras, entre outros; Coza — itens multifuncionais e voltados à organização, sempre destacando o plástico com design; Haus Concept — produtos em melamina e nova linha de taças e copos em cristal.

Que dicas daria a um jovem empreendedor?
Eu sou um profundo admirador dos empreendedores, sonhadores, valentes e com uma dose de loucura para ir atrás de seus sonhos, apesar dos riscos. Os empreendedores têm uma importância primordial para o Brasil. São eles os que empurram a inovação, os que imaginam novas e melhores maneiras de fazer as coisas, novos serviços e tecnologias e, no caminho, geram milhares de empregos. O Brasil está cheio de oportunidades maravilhosas para um empreendedor, tem um mercado jovem, que gosta de novidades e é muito dinâmico. Ao longo da minha carreira tive a oportunidade de conhecer muitos empreendedores de sucesso e o denominador comum que vejo neles é a positividade e a concentração nas soluções, não nos problemas.

Leia também
Serra gaúcha tem três finalistas em prêmio do Ministério do Turismo
Aeroporto de Caxias do Sul poderá ter voos internacionais durante cúpula do Mercosul
Projeto em Caxias do Sul irá ensinar programação a jovens

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros