Com fabricação de 100 mil pães congelados por dia, padaria de Caxias quer dobrar produção até metade de 2020 - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

+Serra14/10/2019 | 06h40Atualizada em 14/10/2019 | 10h11

Com fabricação de 100 mil pães congelados por dia, padaria de Caxias quer dobrar produção até metade de 2020

Empresa fornece produto para 60 estabelecimentos da cidade

Com fabricação de 100 mil pães congelados por dia, padaria de Caxias quer dobrar produção até metade de 2020 Lucas Amorelli/Agencia RBS
Principal produto da Turatti é o pão francês congelado Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Nem todos os mercados e padarias produzem os pães que vendem. Há os que compram o produto congelado e apenas assam em seus fornos. Pelo menos 60 estabelecimentos em Caxias do Sul trabalham dessa maneira e recebem os cacetinhos congelados da Padaria Turatti. A fábrica, localizada no bairro Pioneiro, está há 24 anos no mercado e também fornece pães fatiados prontos e embalados, além de outros produtos, como bolos e cucas. 

Leia mais
Casal vende cerca de 100 pães por dia nas ruas de Caxias do Sul
Dia do Pão é comemorado na próxima quarta-feira
Confeitaria é o forte da Padaria Santa Catarina, em Caxias do Sul
Pão artesanal ganha espaço em Caxias do Sul

Além de abastecer mercados e padarias em Caxias, a Turatti vende para outros cerca de 40 estabelecimentos em Vacaria, Gramado, Canela, Cambará do Sul, São Marcos, Farroupilha, Bento Gonçalves e Garibaldi. Por dia, são produzidos 100 mil pães congelados e de 5 a 6 mil fatiados. 

A meta, conforme Leodacir Turatti, proprietário da empresa, é dobrar a produção até metade do ano que vem. Com o aumento do faturamento, que hoje é de aproximadamente R$ 300 mil mensais, ele pretende contratar o número de funcionários que precisou demitir nos últimos anos por conta da crise econômica – a fábrica chegou a ter 40 empregados e agora tem 18. 

— Graças a Deus, hoje está melhor — comemora. 

Para a esposa de Turatti, Solange Vieira Ferreira, o retorno financeiro é importante, claro, pois garante a sustentabilidade do negócio. Mas ver o pão feito em sua fábrica consumido por tantas pessoas não tem preço: 

— Melhor que o dinheiro, é a satisfação em ver o produto pronto, bem aceito — comenta, orgulhosa. 

Leia também
Um ano difícil e suado para o empresariado
Empório gourmet vira franquia
Donos de postos de combustíveis em Caxias procuram o MPF para denunciar distribuidora  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros