Agricultores registram perdas com granizo em Campestre da Serra - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Fruticultura15/10/2019 | 13h40Atualizada em 15/10/2019 | 14h24

Agricultores registram perdas com granizo em Campestre da Serra

Chuva de pedras do domingo atingiu plantações de uva e amora

Agricultores registram perdas com granizo em Campestre da Serra Roni Rigon/Agencia RBS
Campestre da Serra tem ao todo 912 hectares com plantação de uvas, conforme o Censo Agropecuário de 2017 Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Produtores rurais de uva e amora de Campestre da Serra tiveram prejuízos com o granizo de domingo (13). Conforme o secretário de Agricultura do município, Tairo Balardin, foram atingidos principalmente parreirais na comunidade de São Manoel, além das localidades de Tronco e Guacho.

Foram atingidas as parreiras de 20 a 25 propriedades nesta região, segundo Balardin, que estima uma perda entre 20% e 30% nas lavouras de uva em uma área total de cerca de 30 a até 40 hectares. A uva está em fase de floração.

— Não foi só o granizo que provocou danos, mas também o vento forte. Além de o temporal destruir as folhas, também derruba os cachos no chão, e o galho frutífero quebrado não brota mais — descreve.

Leia mais
VÍDEO: Caxias do Sul e região registram chuva de pedra com temperaturas que devem cair ainda neste domingo
Chuva permanece na Serra nesta terça-feira

O secretário afirma que a maioria dos produtores tem o seguro para as perdas, e ressalta a importância do tratamento após o temporal.

— Estive nesta segunda-feira conversando com os produtores e orientando para que façam tratamentos culturais para que as plantas cicatrizem esse dano e não tenham um prejuízo maior.

Já no caso das amoreiras, também plantadas nessa área junto com outros cultivos, houve danos porque já há frutos pequenos nas plantas. No entanto, o secretário afirma que não é possível ainda estimar o percentual de perda nas lavouras. De qualquer forma, é uma parte pequena frente à produção total de Campestre da Serra, e bem menor do que o granizo de outubro de 2018, que atingiu uma área grande de fruticultura do município.

Campestre da Serra tem 63 hectares plantados com amoreiras dos 230 hectares do Rio Grande do Sul, conforme dados do Censo Agropecuário de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O mesmo levantamento aponta que o município tem 912 hectares plantados de uva. A uva bordô corresponde a 90% da produção de uvas do município, conforme Balardin.

Leia também
Candidatos querem nova eleição no Conselho Tutelar de Vacaria
Ruas do entorno da EPI Imigrante, em Caxias, serão asfaltadas
Feirão Limpa Nome, em Caxias, ocorre para regularização de pendências no comércio

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros