Vivendo de música: Marcos De Ros investe em canal no YouTube e em cursos online - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

+Serra09/09/2019 | 11h50Atualizada em 09/09/2019 | 12h13

Vivendo de música: Marcos De Ros investe em canal no YouTube e em cursos online

Guitarrista tem mais de 234 mil seguidores na plataforma de compartilhamento de vídeos

Vivendo de música: Marcos De Ros investe em canal no YouTube e em cursos online Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Nome consagrado da guitarra, Marcos De Ros encontrou na internet uma forma de fazer o que mais gosta e ganhar dinheiro. O primeiro vídeo publicado no YouTube, de uma participação em um programa de televisão, foi despretensioso. Quando entendeu que poderia transformar o canal em um negócio, adotou uma estratégia. 

Leia mais
Vivendo de música: Caxias tem 366 empreendimentos ligados ao segmento
Vivendo de música: Quinteto Macedo, de Caxias do Sul, foca em eventos

Para os mais de 234 mil seguidores, De Ros oferece conteúdo sobre o universo da guitarra. Dá dicas, por exemplo, para a compra do primeiro instrumento, propõe desafios e, claro, convida para os cursos online que ministra. Dois estão no ar, em uma plataforma de ensino, desde março de 2017. No espaço virtual, os alunos têm acesso a conteúdo exclusivo:

— Gosto de interagir, de responder às perguntas. 

O canal no YouTube, além de servir como meio para divulgação do trabalho, garante uma renda razoável, já que os vídeos são monetizados – conforme o número de acessos, De Ros recebe um valor. 

— Dá para ganhar muito dinheiro, não é o meu caso ainda (risos), mas tendo estratégia. Tem de ser empreendedor. Ou ter alguém na banda que seja — ensina. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL (03/09/2019)Marcos De Ros, guitarrista. Dá aulas online de guitarra. Tem canal no Youtube com mais de 230 mil inscritos. (Antonio Valiente/Agência RBS)
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

O próximo curso, aliás, que será lançado até o final do ano, tem como título Como viver de música. Ainda não tem preço, mas De Ros brinca que sairá por "menos de R$ 5 mil". Os outros dois, em andamento, custam R$ 294 e R$ 397.

Leia também
Saia do vermelho: cinco passos para quitar suas dívidas
Livros a R$ 10 popularizam consumo em Caxias do Sul
Caxias do Sul terá semana dedicada à cachaça

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros