Cinco cuidados para a hora de contratar - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

+Serra16/09/2019 | 04h11Atualizada em 16/09/2019 | 08h48

Cinco cuidados para a hora de contratar

Estabelecer critérios é importante na hora da contratação

Cinco cuidados para a hora de contratar Ver Descrição/Agencia RBS
Foto: Ver Descrição / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A contratação de funcionários, especialmente mão de obra qualificada, é uma necessidade intransferível e um requisito obrigatório para o êxito de um empreendimento. Mas, para contratar um trabalhador, são necessários alguns cuidados e o estabelecimento de critérios.

De acordo com a analista do Sebrae Carolina Moraes, umas das principais regras sobre o assunto é não contratar quem não se pode demitir. Além disso, a especialista recomenda conhecer mais profundamente o futuro funcionário. Hoje, além de saber mais sobre os cinco tipos de contratação (carteira assinada, estágio, menor aprendiz, temporária e terceirização), o empreendedor deve levar em conta algumas recomendações sobre o assunto.

Confira as dicas reunidas pelo Sebrae.

1. Selecione profissionais confiáveis e competentes
>
O ideal é que todos os colaboradores do empreendimento, mesmo sendo ela uma microempresa, sejam profissionais confiáveis e competentes.
> Muitas vezes, a falta de transparência entre os envolvidos e a falta de critério na seleção poder gerar problemas futuros.

2. Observe os valores éticos do candidato
> No momento de contratar um profissional, é importante avaliar a integridade dele, seus valores éticos. Caso contrário, nem perca tempo.
> O candidato ao emprego pode ter um excelente currículo, mas, se não tiver integridade, pode ser um tiro no pé.

3. Valorize o interesse no aprendizado
>
Em seguida, é necessário que a pessoa tenha motivação e brilho no olho. É fundamental que o candidato a uma vaga tenha vontade e, também, facilidade para aprender.
> Segundo pesquisa do Sebrae realizada em março deste ano, mais de 80% dos empresários preferem capacitar seu futuro funcionário.

4. Experiência prévia é desejável, mas não obrigatória
>
É desejável que a pessoa tenha experiência prévia, mas não considere isso um pré-requisito obrigatório, pois, se a pessoa for íntegra e tiver vontade de aprender, tudo se resolve.
> É sempre bom que o empresário tenha em mente o perfil do profissional que deseja selecionar e que deve estar de acordo com os valores do seu negócio.

5. Não contrate alguém que você não pode demitir
>
Outra dica que é bastante delicada, considerando a grande quantidade de empresas familiares existente no Brasil, é: não contrate quem você não pode demitir.
> Ninguém pensa dar emprego a alguém pensando que vai mandá-lo embora em algum momento. Porém, se o empresário contrata sua sogra, por exemplo, um grande amigo de infância, um familiar e, por algum motivo, essa pessoa não mostrar os resultados desejados, como você terá coragem de demitir essa pessoa depois? Por isso, se possível, não entre nessa cilada.

Leia também
Mutirão para quitar dívidas trabalhistas começa nesta segunda-feira
Escola municipal de Santa Lúcia do Piaí é a primeira de Caxias do Sul a formar cooperativa escolar
Inscrições para o Prêmio Jovem Talento Empreendedor podem ser feitas até o dia 30

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros