Número de visitantes no Vale dos Vinhedos bate recorde no primeiro semestre - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Enoturismo20/08/2019 | 16h21Atualizada em 20/08/2019 | 16h21

Número de visitantes no Vale dos Vinhedos bate recorde no primeiro semestre

Região turística recebeu 255 mil visitantes segundo levantamento da Aprovale

Número de visitantes no Vale dos Vinhedos bate recorde no primeiro semestre Gilmar Gomes  / Aprovale /Aprovale
Foto: Gilmar Gomes / Aprovale / Aprovale

O Vale dos Vinhedos recebeu 255 mil visitantes no primeiro semestre de 2019, número recorde para o período desde o início dos levantamentos feitos pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale), em 2001. O número representa aumento de 23% em relação ao mesmo período de 2018.

Com isso, a expectativa é que a região termine o ano com um fluxo maior de turistas do que os 405 mil do ano passado. Conforme a turismóloga da Aprovale, Naiára Martini, o aumento já era esperado, mas o percentual de crescimento surpreendeu. Ela credita o fenômento à maior divulgação do vinho brasileiro nos últimos anos.

— É um conjunto de fatores. Há um público que está se atentando mais à questão do vinho e que tem a curiosidade de conhecer o processo de fabricação da bebida in loco, aliado à promoção do vinho nacional — avalia.

Naiára destaca tanto o trabalho das prefeituras da região na promoção do Vale dos Vinhedos quanto da própria Aprovale e também das vinícolas e outros empreendimentos que fazem a sua própria divulgação.

A associação reúne 62 empresas da região turística, incluindo vinícolas, restaurantes, hotéis e agroindústrias, entre outros, mas o número de empreendimentos no Vale dos Vinhedos é ainda maior. Naiára aponta que a tendência é que a visitação siga em crescimento nos próximos anos. 

A possível descaracterização do Vale com o aumento dos empreendimentos na região e a expansão imobiliária é uma preocupação para especialistas, conforme abordado em série de reportagens especiais do Pioneiro em outubro de 2017. O número de visitantes nos últimos anos é cerca de três vezes maior do que há 10 anos atrás.

Naiára comenta que a Aprovale busca trabalhar institucionalmente junto ao Poder Público e a conselhos distritais para que os planos diretores dos municípios que integram a área - Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul - mantenham as características da região na produção de uvas e vinhos, com a paisagem tradicional preservada.

— O Vale dos Vinhedos hoje por lei é patrimônio histórico e cultural, o que ajuda nessa proteção. O objetivo é que o Vale não se descaracterize. Que tenha afinidade com a produção do vinho e enoturismo.

A maioria dos visitantes, segundo Naiára, é do próprio estado do Rio Grande do Sul, principalmente a região metropolitana de Porto Alegre, que chegam ao Vale dos Vinhedos e retornam no mesmo dia. Também há muitos visitantes de outras grandes capitais do país, como São Paulo e Rio de Janeiro. 

A especialista também nota que a permanência de visitantes no Vale dos Vinhedos. Cada vez mais, as pessoas pernoitam nos hotéis, em vez de chegarem e voltarem no mesmo dia. O mesmo vale para turistas que vão a Gramado e que, no período em que estão na Serra, também vão até a região da Uva e do Vinho. 

Leia também
VÍDEO: Polícia divulga imagens de suspeitos de matarem homem durante briga de bar em Vacaria
Na Câmara, secretária volta a defender Caxias na Região das Hortênsias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros