Justiça homologa afastamento de Osvaldo Voges de administração de metalúrgica - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Recuperação judicial06/08/2019 | 11h53Atualizada em 06/08/2019 | 21h01

Justiça homologa afastamento de Osvaldo Voges de administração de metalúrgica

Decisão foi publicada na última sexta-feira (2)

Justiça homologa afastamento de Osvaldo Voges de administração de metalúrgica Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Empresário não quis se manifestar sobre o assunto Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A Justiça homologou o afastamento de Osvaldo Voges da administração da Voges, em Caxias do Sul. O grupo está em processo de recuperação judicial desde 2013. A decisão, publicada na última sexta-feira (2), determina que o administrador judicial, que é o advogado Nelson Sperotto, faça a gestão até que a assembleia geral decida quem ficará no cargo definitivamente.

No último dia 16, representantes da Voges no processo conseguiram suspender a assembleia geral de credores, com uma mudança de ordem que colocou para votar primeiramente o afastamento do empresário. A suspensão foi por 90 dias, o que estabeleceu que a próxima reunião ocorra até 15 de outubro. 

"Consigno que a decisão da Assembleia encontra fundamento no que dispõe o art. 641 da Lei de Quebras, seja por conta da emissão de duplicatas simuladas, realizando operações prejudiciais ao regular funcionamento da empresa, seja por conta da omissão no fornecimento de informações reclamadas pelo Ministério Público, de modo a dar transparência à gestão exercida", escreveu na decisão o juiz Clóvis Moacyr Mattana Ramos.

Leia mais
Novo plano de recuperação judicial da Voges será votado em julho
Bens da Voges, avaliados em R$ 78,5 milhões, irão à venda
Assembleia de credores da Voges, em Caxias, é novamente adiada
Justiça determina que empresa desocupe imediatamente prédio da Maesa, em Caxias do Sul

Pela sentença, Voges está impedido de exercer qualquer ato em nome das empresas em recuperação. Na tarde desta terça-feira (6), ele emitiu nota em que reitera que foi afastado de suas funções "para fins específicos de não mais promover atos de administração e gestão do Grupo, mantendo-se como sócio proprietário do mesmo". Voges acrescentou na mesma nota que a "não objeção quanto a sua substituição tem como objetivo principal e exclusivo preservar seus negócios e garantir a continuidade de suas empresas, gerando empregos, criando renda."

O Pioneiro tentou contato com o escritório de Sperotto por telefone, entre a tarde de segunda-feira (5) e a tarde desta terça-feira (6), mas não foi atendido. 

Leia também
Mesmo com Campanha do Agasalho encerrada, municípios da Serra ainda recebem doações
Magazine Luiza sonda terrenos na Serra para novo centro de distribuição
Em Caxias, ainda faltam professores na rede estadual de ensino

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros