Em Bento Gonçalves, governador anuncia fim da substituição tributária para o vinho - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Setor vinícola14/06/2019 | 14h17Atualizada em 14/06/2019 | 14h23

Em Bento Gonçalves, governador anuncia fim da substituição tributária para o vinho

Eduardo Leite fez anúncio durante abertura da ExpoBento e da Fenavinho

Em Bento Gonçalves, governador anuncia fim da substituição tributária para o vinho Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou o fim da substituição tributária para a indústria do vinho. A oficialização será em julho, e o início da operação está previsto a partir de setembro. O anúncio foi feito no início da tarde desta sexta-feira (14) durante pronunciamento na abertura oficial da ExpoBento e da Fenavinho, em Bento Gonçalves

Leia mais
Fim da substituição tributária do vinho deve ocorrer nas próximas semanas

Essa era uma promessa de campanha de Leite. A adoção da medida havia sido anunciada pelo secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, em visita a Bento, no mês passado.

A substituição tributária foi criada em 2008 e prevê que a indústria recolha o ICMS não somente sobre a venda do vinho aos mercados, mas também da comercialização do varejo ao consumidor final. Dessa forma, o recolhimento do tributo é antecipado na própria indústria. Como consequência, ao recolherem todo o volume de impostos antes da venda no mercado, muitas vinícolas acabam não tendo capital em caixa para outros investimentos e contraem empréstimos para pagar o ICMS.

A medida foi criada para haver maior controle do Estado sobre a sonegação, uma vez que o trabalho de fiscalização foi facilitado ao se concentrar na indústria e não se estender ao varejo. No entanto, o setor argumenta que, com o sistema de nota fiscal eletrônica, tornou-se mais fácil o controle.

Leia também
"Tem que ser tratado na esfera criminal", diz Eduardo Bolsonaro sobre divulgação da conversa entre Moro e Dallagnol
Saiba quem são e quanto ganham os CCs de deputados da Serra
A inauguração da UBS, em Caxias, no centro da divergência política

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros