Páscoa aquece mercado de vinhos e espumantes da Serra - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Vitivinicultura19/04/2019 | 08h27Atualizada em 19/04/2019 | 08h27

Páscoa aquece mercado de vinhos e espumantes da Serra

Conforme Ibravin, as vendas do período representam 20% do total do ano

Páscoa aquece mercado de vinhos e espumantes da Serra Daniela Radavelli/Divulgação
Combinação do espumante com o chocolate ajuda no desempenho Foto: Daniela Radavelli / Divulgação

Não é apenas o mercado de chocolates que fica aquecido na Páscoa. O de vinhos também fatura com a data comemorativa. Há alguns anos, o setor tem percebido um aumento significativo nas vendas. Ainda é menor do que em outros meses, mas já pode ser considerado o terceiro melhor período do ano.

Conforme o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Oscar Ló, as vendas de Páscoa representam 20% do total dos 12 meses. A proximidade com o inverno é um fator a ser considerado também, principalmente na comercialização do vinho tinto. A estação fria combina com a bebida e representa 30% das vendas do ano. Outubro, novembro e dezembro são os melhores meses, com 50% da comercialização anual.

— As pessoas acabam consumindo mais vinho na Páscoa e também dando de presente — destaca Ló.

O desempenho do espumante também tem chamado a atenção dos produtores nos últimos três anos. A combinação do líquido borbulhante com o chocolate, carro-chefe da Páscoa, é um dos motivos.

— Está tendo um bom retorno — comemora o presidente do Ibravin.

Os números positivos são confirmados na Cooperativa Vínicola Garibaldi, tanto na venda de vinho quanto na de espumante. Mas a aposta é mesmo na segunda opção. O segmento vem se destacando em qualidade, variedade e vendas. Em 2018, a cooperativa teve faturamento recorde de R$ 155 milhões, o que representou um crescimento de 16% em relação a 2017. O desempenho foi impulsionado pela venda de espumantes: 32% do faturamento total da marca, consagrando a bebida como principal produto da cooperativa.

Até o final de abril, a empresa espera garantir cerca de 20% das vendas anuais. A meta é encerrar 2019 com crescimento em torno de 20% no faturamento total.

— Abril não é o principal mês do ano, mas as vendas melhoraram bastante. Esses primeiros meses eram bem piores, representavam 10%, 12% das vendas do ano — conta Maiquel Vignatti, gerente de marketing da Cooperativa Vinícola Garibaldi.

Experiência

Além da venda, a Vinícola Garibaldi fatura com experiências enogastronômicas, como a atração Taça & Trufa. No complexo enoturístico da empresa, os visitantes provam chocolates artesanais e vinhos e espumantes. É o segundo ano do projeto na Páscoa. Conforme Maiquel Vignatti, a média é de 14 turistas por dia. Em dezembro, a visitação chegou a 30 por dia.

— O projeto está completando um ano e agora se tornou interessante a procura. Já temos agendamentos para a Páscoa, mas muita gente agenda no dia — destaca.  

A harmonização dura  45 minutos e inclui três espumantes e dois vinhos, cada qual combinado a uma variedade do doce feito à base de chocolate e com recheios saborizados. A experiência custa R$ 35 por pessoa. Agendamentos e informações pelo telefone (54) 3464.8104 ou e-mail turismo@vinicola garibaldi.coop.br.

Leia também
Caxias do Sul ganhará pub ao estilo irlandês
Feriadão farto para as vendas no comércio caxiense
Saiba quanto a Havan investiu para abrir sua loja em Caxias


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros