Caxienses devem gastar R$ 159 para presentes de Páscoa - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Economia11/04/2019 | 10h37Atualizada em 11/04/2019 | 16h13

Caxienses devem gastar R$ 159 para presentes de Páscoa

Maior parte dos consumidores deve efetuar as compras à vista, segundo pesquisa da CDL

Caxienses devem gastar R$ 159 para presentes de Páscoa Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O valor que cada caxiense deve investir nas compras de Páscoa permanece em patamares semelhantes ao registrado em 2018. Os dados de uma pesquisa realizada com cerca de 400 entrevistados entre os dias 3 e 5 de abril, divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) na manhã desta quinta-feira (11), mostram que o tíquete médio dos consumidores fica em R$ 159. O dado é 2,58% acima do registrado em 2018, quando o valor a ser gasto na aquisição de presentes para a data ficou em R$ 155.

A pesquisa aponta que cada consumidor deve adquirir três itens em presentes para a Páscoa, dado sensivelmente inferior ao registrado em 2018, quando o número ficou em 3,5. Assim, o valor médio de cada presente será de R$ 52, contra R$ 44,50 em 2018.

Leia mais
Comércio de Caxias perde R$ 3,95 bilhões com vendas piratas    

— Essa é a segunda edição da mesma pesquisa a respeito do cenário econômico para a Páscoa feita no ano passado. Então, pela primeira vez, conseguimos estabelecer comparações com relação ao ano anterior. Agora temos um referencial comparativo que permite uma análise mais profunda do mercado como um todo — destaca o gerente administrativo da CDL, Carlos Alberto Cervieri.

Segundo o coordenador de tecnologia de informação da CDL, Cleber Figueredo, mesmo com o crescimento, os dados mostram que o desempenho das vendas será igual ou inferior ao mesmo período registrado em 2018, porque não contempla o crescimento dos índices da inflação.    

 — A subida não corrige nem os patamares da inflação, então temos uma perspectiva de vendas estável ou inferior. No entanto, esse é o momento em que os lojistas devem aproveitar para realizar a divulgação dos seus produtos junto aos seus clientes, apostando nas propagandas e ornamentando seu negócio — aponta Figueredo.   

A porção de pessoas que pretende realizar investimentos à vista fica em 79% em 2019, contra 21% da parcela da população que visa adquirir produtos com pagamento parcelado. Entre o contingente de caxienses que têm a intenção de comprar à vista, 66% pretendem realizar as compras em dinheiro, seguido da opção pelo cartão de crédito, que registra 19% da preferência.

Como já era esperado, a maior parte dos gastos deve ser em chocolates, que compreendem 78,5% da preferência de investimento das pessoas entrevistadas. O segundo item mais procurado pelos consumidores são chocolates e brinquedos, com 12,5%. Ovos de páscoa lideram o ranking dos tipos de chocolate mais preferidos, com 51,7%. 

Um dos fatores para a manutenção de patamares parecidos com 2018 se dá na realização do Carnaval em março - que empurrou as comemorações de Páscoa do dia 1º de abril em 2018 para o dia 21 de abril neste ano – ficando próximo ao Dia das Mães, celebrado no dia 12 de maio. A data é considerada a segunda mais importante do comércio, atrás apenas do Natal.

A presença tímida de decoração de Páscoa nos estabelecimentos de Caxias foi outro fator apontado pelos especialistas que interferiram para manter índices similares a 2018. A maior parte dos entrevistados, 33%, afirmou que a ambientação dos estabelecimentos é o fator mais importante a respeito da expectativa de atendimento nas lojas do município.  

Leia mais
Réplica da Estátua da Liberdade da Havan é instalada em Caxias
O executivo que corre atrás das crises econômicas 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros