Preço da gasolina em Farroupilha chega a ser R$ 0,20 mais barato do que em Caxias - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Combustíveis15/03/2019 | 12h05Atualizada em 15/03/2019 | 12h05

Preço da gasolina em Farroupilha chega a ser R$ 0,20 mais barato do que em Caxias

Procon da cidade credita a variação de preços à estratégia de revendas

Preço da gasolina em Farroupilha chega a ser R$ 0,20 mais barato do que em Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O preço da gasolina em Farroupilha chega a ser até R$ 0,20 mais baixo em relação aos postos de Caxias do Sul. Levantamento da reportagem em revendas da cidade apontou que o valor da gasolina comum variava de R$ 4,29 a R$ 4,39 na manhã desta quinta-feira (14). Já em Caxias, o litro nas bombas custava, em grande parte dos postos entre R$ 4,46 e R$ 4,50.

Leia mais
Alta no preço médio da gasolina em Caxias do Sul é a maior desde setembro
Preço da gasolina nos postos de Caxias sobe pela primeira vez em 15 semanas

Conforme o coordenador do Procon de Farroupilha, Ademir Vanni, o valor praticado nas bombas tem variado muito. Na última terça-feira (12), segundo ele, havia postos vendendo o combustível a R$ 4,06. Um levantamento realizado pelo próprio Procon apontou os preços de Farroupilha como os mais baixos comparados aos de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, São Marcos e Antônio Prado. Vanni não tem, no entanto, uma explicação precisa para a variação, já que as revendas têm liberdade para praticar os preços. Ele descarta, no entanto, que haja uma "guerra de preço" ou grandes descontos, como ocorreu em Caxias há cerca de um ano. Na época, o Ministério Público Federal (MPF) chegou a abrir investigação de suposto dumping, a prática de baixar preços para prejudicar a concorrência.

— Os donos dizem que depende do preço da distribuidora, se tem algum desconto, etc. Acredito que é estratégia de cada revenda. Se fosse para prejudicar a concorrência, acho que (o desconto) ficaria mais tempo nas bombas — afirma.

Eduardo Martins, presidente do Sindipetro, sindicato que representa os postos, acredita que a baixa de preços em Farroupilha possa estar ligada a uma concorrência acirrada entre as revendas. Conforme ele, não há informações se tributos municipais, valor do aluguel e outros custos são mais baixos na cidade, o que poderia justificar a gasolina mais barata.

— Não sei se Farroupilha tem o preço mais baixo. Se isso que está acontecendo não é em função da baixa da gasolina. Ela está numa crescente desde o início do ano e já subiu 17,32%. A cotação do petróleo não teve tanta alta como teve a Petrobras — destaca.

De acordo com Martins, as revendas de Caxias têm reduzido a margem de lucro para evitar subir preços.

— Na primeira semana de janeiro, o preço médio da gasolina era de R$ 4,53, enquanto na primeira semana de março era de R$ 4,49. O preço caiu na bomba, mesmo com o aumento da Petrobras. A revenda não conseguiu repassar por concorrência — argumenta.

Entidades se manifestam

Como o preço do mercado de combustíveis é livre, há pouca margem para que os Procons possam questionar os motivos para variações bruscas. O órgão pode agir somente em caso de flagrante desrespeito dos direitos do consumidor.

Por causa disso, Procons da Serra elaboraram uma carta aberta solicitando mudanças no mercado de combustíveis para que haja maior equilíbrio entre fornecedor e consumidor. O documento será entregue à Secretaria Nacional do Consumidor, em Brasília, no próximo dia 22.

Já o Sindipetro divulgou nota na última quarta-feira em que afirma que as revendas absorveram R$ 0,06 dos R$ 0,16 de aumento por litro praticado pela Petrobras somente em fevereiro. Os R$ 0,10 foram repassados para as bombas. A nota diz que o não repasse de parte do reajuste é "uma tentativa desesperada das revendas elevarem as vendas e conseguirem caixa". Nos primeiros 13 dias de março, segundo o Sindipetro, o aumento nas refinarias já acumula R$ 0,08. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros