Usuários do IPE de Caxias estão desassistidos - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Atendimento06/02/2019 | 17h21Atualizada em 06/02/2019 | 20h02

Usuários do IPE de Caxias estão desassistidos

Sala onde funcionava agência de Caxias foi vendida e novo local ainda está indefinido

Usuários do IPE de Caxias estão desassistidos Porthus Junior/Agencia RBS
Agência de Caxias está com as portas fechadas há pelo menos 15 dias Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

 Os usuários do  Instituto de Previdência do Estado (IPE) de Caxias do Sul estão completamente desassistidos. A sala onde funcionava a agência no centro da cidade foi vendida e o novo local de atendimento ainda está indefinido. Na terça-feira, placas indicavam que o novo endereço seria no bairro São Pelegrino, junto ao Posto de Identificação. Na tarde de ontem, no entanto, os cartazes foram retirados.

A gerente de atendimento do IPE em Porto Alegre, Camila Lopes, confirma o fechamento temporário da agência em Caxias e orienta para que os usuários busquem atendimento nas cidades vizinhas. A agência de Bento Gonçalves, segundo ela, é a mais estruturada para atender aos beneficiários.

Camila explica que a desocupação da sala aconteceu em 18 de janeiro porque a safa estaria sendo vendida. O novo local seria junto ao Posto de Identificação, em prédio de propriedade do Estado. Mas a mudança não se concretizou, e o novo local ainda não foi liberado. 

— Estamos aguardando uma definição para que sejam feitas as instalações. Por enquanto, nada está liberado e não temos previsão de quando isso vai acontecer — destaca Camila. Ela adianta que, pode, sim, haver nova mudança de local.

— É preciso  aguardar.

Trapalhada 

Na segunda-feira, cartazes indicavam onde seria a nova sala. Local anunciado não se confirmou. Foto David Orsi CarnizellaFoto:


Na tarde de ontem, vários usuários (a maioria professores) andavam de um lado para outro da cidade buscado informações. A professora aposentada Marisa Costa foi uma delas.


— Estou há uma semana querendo informações sobre o plano de saúde e não consigo. Aqui (Sinimbu esquina Alfredo Chaves) me mandam para São Pelegrino. Lá, não tem ninguém atendendo e não sabem informar. Além disso, os telefones não atendem — reclama.

 Ela tem razão. Um dos vigilantes do prédio onde atuava a agência diz que dezenas de pessoas passam por lá diariamente em busca de informações. Ele recebeu a orientação de encaminhá-los ao Posto de Identificação. Por lá, os funcionários argumentam:

— Não sabemos de nada sobre a vinda do Ipê pra cá.

O problema atinge pelo menos 5 mil professores ativos de Caxias do Sul.

O diretor-geral do 1º Núcleo do Cpers, David Orsi Carnizella, conta que já pediu para dois vereadores de Caxias pedido de informações sobre o que está acontecendo. 

—Tem muitos idosos que precisam de assistência médica e não sabem o que fazer. Ir para outra cidade é completamente inviável. Fomos pegos de surpresa — argumenta.

No saguão do Posto de Identificação, em São Pelegrino, uma pequena mesa estaria disponível para atendimento do IPE. Funcionários do local dizem que uma pessoa esteve lá na semana passada, mas não apareceu mais Foto: David Orsi Carnizella / divulgação


ONDE BUSCAR ASSISTÊNCIA


Agência Bento Gonçalves (Rua Marechal Floriano, 142, Centro).  (54) 3452-1378.

Agência Farroupilha (Rua Júlio de Castilhos, 940, sala 14):  (54) 3261-2911

Agência Gramado (Rua Dr. Ricardo Sturmhoeffel, 131): (54) 3286-1194


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros