Municípios da Serra lideram criação de empregos formais no Estado em janeiro  - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Mercado de trabalho28/02/2019 | 15h52Atualizada em 28/02/2019 | 17h53

Municípios da Serra lideram criação de empregos formais no Estado em janeiro 

Vacaria, Caxias do Sul e Bento Gonçalves estão entre os municípios que mais abriram vagas, segundo o Caged 

Municípios da Serra lideram criação de empregos formais no Estado em janeiro  Artur Alexandre/Divulgação
Período de colheita da maçã motivou abertura de postos em Vacaria Foto: Artur Alexandre / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Três municípios da Serra figuram entre os que mais criaram empregos com carteira assinada no Estado durante o primeiro mês de 2019. Em janeiro, Vacaria foi a campeã na geração de vagas formais no Rio Grande do Sul, com a abertura de 5.223 oportunidades. Na sequência aparece Caxias do Sul, com 1.162 novos postos. E na quarta posição, atrás de Venâncio Aires, vem Bento Gonçalves, com 653 posições. Os números representam a diferença entre as contratações e demissões ocorridas no período e constam no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo governo federal na tarde desta quinta-feira (28).

Na cidade dos Campos de Cima da Serra, o desempenho foi puxado pela agropecuária. O período de colheita da maçã, que ocorre entre o final de janeiro e março, motivou a geração de 5.066 empregos na atividade. Ao todo, Vacaria teve 6.321 contratações e 1.098 demissões em janeiro. Isso resultou no saldo de 5.223 postos gerados no município.

Em Caxias do Sul, a agropecuária também foi o setor que mais criou vagas. Em janeiro, foram 463 novos postos formais no campo. Logo, aparece a principal matriz econômica do município, a indústria de transformação, que abriu 401 colocações. Também fecharam no azul o setor de serviços (316 vagas) e a construção civil (47 vagas). O único segmento com saldo negativo foi o comércio, que teve 66 postos cortados. No total, ocorreram em Caxias 5.981 admissões e 4.819 desligamentos, resultando em saldo positivo de 1.162 posições.

Já em Bento Gonçalves, a indústria de transformação foi o principal destaque, com a geração de 296 oportunidades com carteira assinada. Ainda tiveram desempenho positivo a construção civil e o setor de serviços, que criaram 203 e 107 postos, respectivamente. Em janeiro, Bento teve 1.861 contratações e 1.208 demissões, o que culminou em 653 vagas criadas.

Desempenho no Estado

Com saldo positivo
Vacaria - 5.223 vagas criadas
Caxias do Sul - 1.162 vagas criadas
Venâncio Aires - 663 vagas criadas
Bento Gonçalves - 653 vagas criadas
Novo Hamburgo - 563 vagas criadas

Com saldo negativo
Porto Alegre - 1.500 vagas cortadas
Pelotas - 759 vagas cortadas
Bagé - 362 vagas cortadas
Canoas - 295 vagas cortadas
Gramado - 203 vagas cortadas

Leia também:
Caxias do Sul ganha nova casa de eventos 
Produção de móveis no RS cresce 4,5% em 2018
Havan abre processo de seleção para 100 vagas de trabalho em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros