Relógios devem ser adiantados em uma hora à 0h de domingo - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Horário de verão03/11/2018 | 10h00Atualizada em 03/11/2018 | 10h00

Relógios devem ser adiantados em uma hora à 0h de domingo

Mudança no horário seguirá valendo até 16 de fevereiro de 2019

Relógios devem ser adiantados em uma hora à 0h de domingo Adriana Franciosi/Agencia RBS
Concessionárias esperam economizar até 0,5% de energia elétrica no Rio Grande do Sul Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Os relógios devem ser adiantados em uma hora neste final de semana, à 0h de domingo, quando começa o horário de verão. Neste ano, é aplicado pela primeira vez o decreto presidencial que empurrou de outubro para o primeiro domingo de novembro a mudança nos relógios. No ano passado, quando ainda valia a regra do terceiro domingo do décimo mês, o horário de verão começou em 15 de outubro. Este ano, o período terá duração de 105 dias, com o término à zero hora do dia 16 de fevereiro de 2019. Em comparação com o anterior, terá 21 dias de duração a menos. 

Atualmente, os relógios são adiantados em uma hora em 10 Estados – Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul – e no Distrito Federal. 

As concessionárias de energia elétrica do Rio Grande do Sul esperam economizar entre 0,13% e 0,5% no período do horário de verão. A RGE, que atende à região de Caxias do Sul, prevê economia de 0,18% no consumo total dos 255 municípios em sua área de abrangência – ou 7.159 megawatts/ hora (MW/h). O volume é suficiente para atender uma cidade como Caxias do Sul por um dia ou de Passo Fundo por quatro dias.

Ao melhorar o aproveitamento da luz natural pela população, a iniciativa tem como principal objetivo reduzir o consumo de energia e diminuir a demanda no horário de pico, das 18h às 21h. Em geral, as pessoas chegam em casa a partir das 18h, início da noite. Logo, uma das primeiras ações é acender a luz. Na mesma hora, entram em operação a iluminação pública e os luminosos comerciais, por exemplo. No período do horário de verão, as cargas das residências e de iluminação pública passam a operar após as 19h, quando o consumo industrial e dos edifícios comerciais começa a cair com o fim do expediente de trabalho. Esse contraste, evitando-se a superposição de consumo, é ainda mais relevante em uma cidade com elevada demanda industrial, como Caxias.

– Ao se deslocar o horário oficial em uma hora, dilui-se por um período maior o momento que esses equipamentos começam a funcionar. Dessa forma, o ganho do horário de verão, além da economia, está em afastar os riscos de sobrecarga no momento que o sistema elétrico atinge o seu pico de consumo – afirma o diretor de Operações da CPFL Energia, Thiago Guth. A CPFL opera no Rio Grande do Sul as distribuidoras RGE e RGE Sul.

No período de pico, há expectativa de uma redução de 3% na demanda de energia na área da RGE e 3,4% na RGE Sul, o que contribui para reduzir a geração das termelétricas, mais caras e poluentes.

Além dos benefícios para o sistema elétrico, o horário de verão também é uma boa oportunidade para praticar hábitos de vida mais saudáveis. Sair do trabalho com o dia claro é um estímulo para praticar uma caminhada, ir ao parque, andar de bicicleta, curtir a família e realizar outras atividades esportivas e recreativas relacionadas com o verão.

Confira dicas para diminuir o impacto

- Durma com a janela aberta, para que a luminosidade natural ajude a despertar mais cedo.

- Mantenha os horários de refeição, independentemente da fome.

- Escureça os ambientes após o jantar.

- Procure manter horários fixos para dormir e acordar.

- Evite usar equipamentos eletrônicos antes de dormir.

- Aproveite as horas a mais de sol para fazer exercícios.

Leia também:
Círculo comemora 84 anos cuidando de 120 mil vidas
Comissão informa prejuízos com granizo para governo federal considerar no cálculo do preço da uva
Lei quer inibir as feiras itinerantes em Carlos Barbosa

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros