Preço da gasolina em queda nas bombas de Caxias do Sul  - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Combustíveis 27/11/2018 | 19h28Atualizada em 27/11/2018 | 19h48

Preço da gasolina em queda nas bombas de Caxias do Sul 

Em três semanas, o litro teve redução de até R$ 0,24 nas revendas de Caxias

Preço da gasolina em queda nas bombas de Caxias do Sul  Cristiano Estrela/Agencia RBS
Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

O preço médio da gasolina em Caxias do Sul caiu até R$ 0,24 nas bombas de Caxias, segundo pesquisa realizada pelo Pioneiro na tarde de ontem. Nos 17 postos pesquisados, o valor mais baixo está em R$ 4,729 e o mais alto, R$ 4,799. O levantamento feito em 5 de novembro apontava que o litro chegava a R$ 4,969. A última pesquisa realizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e divulgada no último sábado (24) indica um preço médio de R$ 4.843.

Apesar da queda, o valor ainda pode ser considerado alto já que no Vale dos Sinos, vários postos vendiam gasolina a menos de R$ 4 na última sexta-feira, durante as promoções da Black Friday. Na tarde de ontem, em dois postos localizados em Bom Princípio, a 50 quilômetros de Caxias, o litro da gasolina comum custava R$ 4,360. Diferença de R$ 0,37 se comparado com o valor mais baixo de Caxias e R$ 0,44 se comparado com o mais alto. Num tanque de 50 litros, a economia pode chegar a R$ 22. Numa mesma rede, a diferença entre um posto em São Sebastião do Caí e de Caxias era de R$ 0,35. 

O preço tende a continuar caindo nos próximos meses, segundo projeção de economistas que fazem o acompanhamento do repasse da queda dos preços internacionais para o valor cobrado pela Petrobras na refinaria. 

Confira a relação: 

Foto: Arte / Agência RBS

ANP pede esclarecimentos

A ANP solicitou ontem, em um prazo máximo de 15 dias, esclarecimentos às principais empresas distribuidoras sobre os preços dos combustíveis. O pedido atende à atribuição legal da Agência de zelar pela proteção do consumidor quanto a preços, qualidade e oferta de produtos, prevista na Lei 9478/97 e na Resolução CNPE 4/2002. 

O objetivo é dar maior transparência à formação de preços e solicitado informações dos agentes periodicamente.  SEgundo a nota, foi observada a redução significativa de preços da gasolina A pela Petrobras, sem que essa decisão tenha chegado ao consumidor final. 

De acordo com a pesquisa de preços divulgada pela ANP na semana passada, o valor da gasolina C, que estava, na média nacional, em R$ 2,1381, no dia 18 de setembro, tinha se reduzido para R$ 1,6761 (sem tributação). No entanto, apenas R$ 0,04 tinham sido repassados ao consumidor final. O último acompanhamento da ANP, divulgado esta semana, indica que embora o preço final da gasolina C tenha caído cerca de R$ 0,51 nos dois últimos meses, somente R$ 0,26 foram repassados pelas distribuidoras. O consumidor final, por sua vez, somente constatou uma redução da ordem de R$ 0,10 nos preços praticados na bomba.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros