Por que muitos empreendimentos abrem e fecham em pouco tempo - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte30/11/2018 | 10h52Atualizada em 30/11/2018 | 10h52

Por que muitos empreendimentos abrem e fecham em pouco tempo

O sucesso do passado não garante o êxito nem do hoje nem do amanhã

Não é apenas o cenário econômico que define o sucesso ou não de um estabelecimento comercial. Muitos profissionais se aventuram a abrir um negócio sem estudar o mercado, entender o público, analisar a localização, saber como se movimenta a concorrência. Apenas ter um pequeno capital de giro e o sonho de empreender não são garantias de perenidade de qualquer loja, restaurante, estética, etc.

A coluna divulga a abertura de muitas empresas, algo que se intensificou nos últimos anos, já que a escassez de emprego levou muita gente a investir num pequeno negócio próprio. Mas não raro, passado algum tempo, meses ou anos, aquele ponto já sedia outro estabelecimento.

Empreender exige disciplina, conhecimento, estudo, investimento em diferenciais competitivos. O público consumidor não é fiel, no geral. Pode simpatizar com uma loja, com o produto e o atendimento. Contudo, a qualquer desilusão, muda de rota. Vai em busca de novas opções que surgem, pipocam e colocam em risco casas já consolidadas. 

O mercado é dinâmico. É preciso se reinventar porque o sucesso do passado não garante o êxito nem do hoje nem do amanhã.    


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros