Mais de 30 mil eleitores de Caxias têm títulos cancelados - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Cartório Eleitoral12/11/2018 | 08h00Atualizada em 12/11/2018 | 08h13

Mais de 30 mil eleitores de Caxias têm títulos cancelados

Quase 10% dos 322 mil eleitores aptos a votar em Caxias não regularizaram documentação no Cartório

Mais de 30 mil eleitores de Caxias têm títulos cancelados Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Das 322.304 pessoas aptas a votar em Caxias do Sul, 30.926 eleitores estão com o Título de Eleitor cancelado. O índice é de quase 10%. Desse total, 9.130 são eleitores com mais de 70 anos, o que representa 29,52%.

O levantamento é do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) divulgado na semana passada. Os motivos para a restrição são eleitores que não compareceram para o recadastramento biométrico que terminou em maio de 2016 em Caxias, que não realizaram transferência do documento para outra cidade, que faleceram ou que tiveram o título suspenso por condenação criminal.

O número de títulos cancelados está diminuindo na cidade. Em 2016, eram 48 mil eleitores nesta situação. Já em 5 de maio deste ano, último dia para regularização do cadastro para as eleições de 2018, o número era de 31.856.

Para o chefe da 169ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Edson Borowski, o índice é satisfatório, principalmente em comparação a outras cidades de porte semelhante.

— Esperamos que até 2020 a maior parte desses eleitores consiga regularizar o seu título. Sabemos, no entanto, que os mais de 25% que são idosos dificilmente devem se regularizar. Ainda assim, trabalhamos com expectativa de que cerca de mais de 20 mil eleitores possam voltar a votar nas próximas eleições (municipais) — projeta Borowski.

Na semana passada, os cartórios eleitorais retomaram os serviços de cadastramento biométrico e alterações do eleitor em todo o país. Para evitar filas e grandes aglomerações, o Cartório Eleitoral de Caxias do Sul orienta aos eleitores que, se possível, façam a justificativa eleitoral por meio do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (www.tre-rs.jus.br). Esse processo elimina a necessidade de ir até um cartório.

Já nos casos de pagamento da multa, o eleitor pode emitir a guia de pagamento também pelo site do TSE, na aba “serviços ao eleitor”. Porém, após o pagamento, é preciso ir até um Cartório Eleitoral e entregar o comprovante.

O eleitor que não votou nem apresentou justificativa na última eleição tem 60 dias para regularizar a sua situação.

 Leia também
Preço médio da gasolina cai R$ 0,13 em duas semanas em Caxias do Sul
Público prestigia atrações da Expo Farroupilha no primeiro sábado do evento 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros