Juiz determina pagamento da primeira parcela da Eberle Motores até o dia 5 - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Indústria30/11/2018 | 16h42Atualizada em 01/12/2018 | 13h30

Juiz determina pagamento da primeira parcela da Eberle Motores até o dia 5

Encontro aconteceu na tarde desta sexta-feira (30) na 3ª Vara Cível, no Fórum de Caxias,  e reuniu representantes de todas as partes envolvidas

Juiz determina pagamento da primeira parcela da Eberle Motores até o dia 5 Uliane da Rosa/Divulgação
Audiência reuniu representantes de todas as partes envolvidas no processo Foto: Uliane da Rosa / Divulgação

A Eberle Motores tem até a próxima quarta-feira (5) para pagar a primeira parcela de R$ 2 milhões referentes ao pagamento das dívidas trabalhistas. A partir desta data, terá 10 dias para pagar mais uma parcela de R$ 1 milhão, que também será destinada aos ex-funcionários da antiga Voges Motores. 

Caso contrário, será realizada uma  nova assembleia com os credores para decidir o rumo da negociação.  O depósito deverá ser feito na Justiça Estadual.

Leia mais:  
Venda da fundição da Dambroz, de Caxias, não está aprovada 
Ex-funcionários da empresa Dambroz protestam por falta de pagamento rescisório em Caxias
"Queremos trabalhar", clamam funcionários da Eberle Motores
Primeira parcela da venda da Voges Motores deve ser depositada nesta sexta
Sindicato dos Metalúrgicos pede anulação da venda da Voges
Impasse no pagamento da primeira parcela da venda da Voges em Caxias
Credores aprovam venda de unidade da Voges em assembleia 

A decisão foi anunciada após audiência realizada na tarde desta sexta-feira na 3ª Vara Cível, no Fórum de Caxias do Sul, que reuniu representantes do extinto Grupo Voges, Eberle Motores, Biehl Metalúrgica, Sindicato dos Metalúrgicos, administrador judicial do processo e o juiz responsável pelo processo, Clóvis Mattana Ramos. 

Novo comando

A nova gestão da Eberle Motores assumiu no dia 1 de outubro. Segundo França, a empresa já investiu cerca de R$ 4 milhões na unidade de Caxias e triplicou o faturamento. Empregou 50 novos trabalhadores e pretende contratar outros tantos nos próximos meses, se o negócio for concretizado. 

Na semana passada, ele reuniu os funcionários para atualizar as informações sobre o andamento do processo, que exibiam uma faixa com a frase "Queremos trabalhar".  Eles garantem que os salários estão regularizados e que predomina o otimismo e a esperança em relação à nova diretora da empresa. 

— Queremos que a fábrica volte a ser uma potência em Caxias — declarou um funcionário.

Compra da Dambroz SA

A Eberle Motores também está negociando a compra da Dambroz SA (Fundição), também em recuperação judicial. Assembleia  realizada dia 9 de novembro com credores e funcionários aprovou a venda dos equipamentos da unidade, mas a homologação ainda não aconteceu. Por conta disso, a Eberle Motores ainda não assumiu qualquer responsabilidade referente ao pagamento de salários atrasados ou dívidas trabalhistas.

— Se a venda for homologada (da fundição), o primeiro pagamento será em 90 dias — explica França. 

ENTENDA O IMPASSE DA EBERLE MOTORES

Junho de 2013:  o Grupo Voges entra na Justiça pedindo recuperação judicial. As dívidas ultrapassam os R$ 358 milhões.

12/9/2018: Sindicato dos metalúrgicos de Caxias anuncia que a unidade de motores do grupo pode ser vendida.

21 e 24/9/2018: assembleias no Sindicato dos Metalúrgicos com ex-funcionários e demais credores aprovam a venda da unidade de motores para a Biehl Metalúrgica, de São Leopoldo. Nos encontros, são anunciados acordos para o fechamento do negócio. Ente eles, o pagamento de cerca de 20% dos processos trabalhistas, a promessa de investimentos na unidade, manutenção dos empregos (130) e contratação de novos funcionários.

1/10/2018: assume a nova diretora da empresa, já com o CNPJ Eberle Motores.

31/10/2108: Encerra o prazo para o pagamento da primeira parcela das dívidas de R$ 2 milhões. 

14/11/2018:  começa o impa de como será feito o pagamento aos credores. O diretor da Eberle Motores quer depositar o dinheiro diretamente na conta dos trabalhadores. O secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos  diz que passou pelo menos duas semanas recolhendo dados dos ex-funcionários que que possam receber as indenizações diretamente em uma agência bancária. A Justiça pede o depósito judicial, com restrições à carta fiança disponibilizada pela Biehl Metalúrgica. 

20/11/2018: o Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e região pede (em nota) a anulação do acordo de compra e venda da Voges Motores, adquirida em setembro pela Biehl Metalúrgica, de São Leopoldo. Entre os motivos está o não cumprimento por parte da empresa do pagamento da primeira parcela dos trabalhadores. 

21/11/2018:  diretor da Eberle Motores, Carlos Eduardo França, anuncia que o dinheiro da primeira parcela das dívidas de R$ 2 milhões estará disponível na 2ª Vara do Trabalho de Caxias na sexta-feira, dia 23, mas que a aceitação do depósito depende do juiz do trabalho.

23/11/2018: juiz do Trabalho não aceita o depósito do pagamento. 

26/11/2018: diretor da Eberle Motores reúne os funcionários da empresa e anuncia a decisão do juiz.  Eduardo França garante que já investiu R$ 4 milhões na unidade, contratou 50 novos funcionários e está firmando parcerias com empresas internacionais para impulsionar o negócio. Funcionários garantem que o clima com a nova gestão é de esperança e otimismo. 

27/11/2018: a Eberle Motores confirma a compra da Dambroz SA (Fundição). O negócio ainda não foi homologado pelo juiz. Funcionários fazem manifestação em frente a Dambroz pelo não pagamento das dívidas trabalhistas.

30/11/2018: após audiência com representantes de todas as partes envolvidas, Justiça determina que a primeira parcela de R$ 2 milhões deve ser paga até dia 5 de dezembro. A segunda, de R$ 1 milhão, até o dia 15 de dezembro. 

Leia também
Preço da gasolina reduz 12 centavos em Caxias do Sul no último mês
Relatório indica que empresa de secretária da Agricultura prestou serviço a particular durante sua gestão 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros