CIC divulga pesquisa com dados inéditos do turismo em Caxias - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Turismo22/11/2018 | 18h57Atualizada em 23/11/2018 | 09h07

CIC divulga pesquisa com dados inéditos do turismo em Caxias

Grupo de trabalho da CIC lança os primeiros indicadores oficiais. Apesar dos números se referirem a 2017, já é um avanço

CIC divulga pesquisa com dados inéditos do turismo em Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Pela primeira vez Caxias do Sul divulga uma pesquisa com índices oficiais do turismo de Caxias do Sul. O levantamento se refere a 2017, mas já é um avanço em uma cidade carente de dados. O estudo foi feito pelo grupo de trabalho "Indicadores de Turismo", que envolve várias entidades e é comandado  pela Diretoria de Política Turística e Enogastronomia da Câmara de Indústria Comércio e Serviços (CIC).

A coordenadora do grupo, Marjorie Balbinot Gasperin, informa que foi difícil coletar dados junto às empresas do setor.

— Muitas não repassaram as informações. Também não temos comparativos com anos anteriores em vários segmentos — relata. 

Isso mostra o quanto os caxienses ainda precisam se atualizar à nova realidade econômica, já que os projetos só acontecem baseados em dados. A iniciativa da CIC pode ser um começo para conscientizar os empresários.

— O objetivo é levantar informações anuais e levá-las ao conhecimento público. Pretendemos ampliar o levantamento e, desta forma, contribuir para o desenvolvimento turístico local. 

Ocupação em queda

 Coordenadora da Diretoria de Política Turística e Enogastronomia da CIC, Marjorie Balbinot Gasperin. Grupo de Turiosmo da CIC
Marjorie Gasperin alega que crise e o surgimento de novos hotéis estão entre as causas da baixa ocupação hoteleira em CaxiasFoto: Antônio Valiente / Divulgação

O  estudo aponta, por exemplo, o movimento de voos e passageiros no Aeroporto Regional Hugo Cantergiani, atendimento e perfil dos visitantes nos museus da cidade, atendimento nos centros de informações turísticas, ocupação hoteleira, volume de empregos na hotelaria e turismo e participação do setor na economia local.  O aeroporto teve mais de 5,5 mil pousos e decolagens. Passaram pelo local mais de 201 mil passageiros

Entre os dados que chama a atenção é a queda na ocupação hoteleira de Caxias. Em 2008, a média era de 67%. Em 2017, caiu para 43%. Julho é o mês com maior movimentação _ em 2008 registrou 76% e, em 2017, 50%  (ver quadro).

Marjorie explica que a queda pode ser justificada pela crise e o aumento no número de hotéis/leitos na cidade. Em caxias, a ocupação está baseada no turismo de negócios. Além disso, informa, muitos empreendimentos não revelaram os números. Segundo a pesquisa, o setor movimenta cerca de R$ 1,8 milhão, emprega quase 8 mil pessoas, que representa 15% dos empregados do setor de serviços em Caxias.

Foto:

DADOS DE BENTO GONÇALVES

Os dados do potencial turístico Bento Gonçalves mostram que Caxias do Sul ainda está longe de ser um polo turístico. Confira: 

* Em 2017, Bento Gonçalves recebeu quase 1,5 milhão de visitantes. 

* Nos primeiros nove meses de 2018, já passaram pelo município 1 milhão de pessoas. 

* A média da ocupação hoteleira em 2018 é de 57,16%

* Em 2017, o município arrecadou (por meio do turismo) R$ 2,4 milhões.

* O setor emprega 1,5 mil trabalhadores.

* Os roteiros mais procurados apontam o Vale dos Vinhedos (415.9570),  Caminhos de Pedra (95.308), Vale do Rio das Antas (82.895), Cantinas Históricas (27.887) e Encantos da Eulália (23.256).  Os atrativos urbanos se destacam, com 830.368 visitantes.

Leia também
Natal Luz de graça: Gramado oferece também programação sem custo

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros