Caxienses pretendem gastar, em média, R$ 662 na Black Friday - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Comércio16/11/2018 | 15h25Atualizada em 17/11/2018 | 11h53

Caxienses pretendem gastar, em média, R$ 662 na Black Friday

Pesquisa divulgada pela CDL também aponta que a maioria dos entrevistados não confia nas promoções

Caxienses pretendem gastar, em média, R$ 662 na Black Friday Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro

Pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias do Sul indica que os caxienses pretendem gastar, em média, R$ 662, nas compras do Black Friday, na próxima sexta-feira, dia 23. Os números também revelam que, mais de 20% dos entrevistados acreditam nas promoções criadas na data. Em contrapartida, 62,79% ainda não confiam totalmente nos descontos oferecidos. Mesmo assim, 20,16% dos entrevistados afirmaram que irão às compras na Black Friday. Outros 35,66% devem comprar e 44,19% não comprarão nenhum produto.

Os dados foram divulgados na manhã desta sexta-feira (16) na CDL Caxias.

Roupas e acessórios lideram o ranking de produtos mais procurados. Móveis, calçados, eletrodoméstico, smartphones e tablets estão na sequência, segundo o levantamento.

 A pesquisa também aponta que 6,5% dos entrevistados devem optar pelo investimento em serviços, como: beleza e cuidados com a saúde (47,2%); restaurante (19,4%); TV, telefone e internet (13,9%); lavagem automotiva (5,6%); festas e eventos (2,8%); garantia estendida (2,8%); serviços de mecânica (2,8%); serviços de reparos (2,8%); viagem (2,8%). Os mesmos afirmam que, com os serviços, devem gastar R$ 176,31.

Questionados quanto aos valores que pretendem economizar comprando na Black Friday este ano, 31,9% dos entrevistados disseram que esperam gastar de 10 a 29% a menos; 31,5% acreditam gastar de 30 a 49% a menos e 24,5% esperam gastar de 50 a 60% a menos.

Outro ponto apresentado pelo gerente administrativo financeiro da CDL Caxias, Carlos Alberto Cervieri foi que, 39,81% dos que responderam às perguntas ficam de olho nas ofertas e, quando encontram algo que possa interessar, já fazem a compra. Em contrapartida, 60,19% decide primeiro o produto e depois procuram onde é mais barato. Além disso, 81,48% dos entrevistados também disseram que ficam procurando sim pelas promoções.

Os dados da pesquisa foram captados entre os dias 8 e 11 de novembro em diferentes pontos do município e entrevistou cerca de 390 pessoas.

Foto:

Leia também:
Comércio caxiense abre 300 vagas temporárias




 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros