Botijão de gás pode custar até R$ 20 a menos em Caxias - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Gás de cozinha20/11/2018 | 09h00Atualizada em 20/11/2018 | 09h00

Botijão de gás pode custar até R$ 20 a menos em Caxias

Pesquisa feita pelo Pioneiro em dez revendas da cidade aponta que preços variam de R$ 60 a R$ 80

Botijão de gás pode custar até R$ 20 a menos em Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Os consumidores que fizerem pesquisa podem comprar um botijão de 13 quilos do gás liquefeito de petróleo (GLP) por até R$ 20 a menos. Diferença de 33%. Levantamento feito pelo Pioneiro (por telefone) em dez estabelecimentos da cidade, o preço do botijão P13, que são os mais utilizados nas residências, varia entre R$ 60 e R$ 80 (incluindo a telentrega).

Em uma das revendas, se o consumidor baixar o aplicativo ou comprar diretamente do veículo que passa pelo bairro Santa Lúcia, o custo é de R$ 60.  Na maioria das revendas pesquisadas, o valor fica em R$ 70 e R$ 75 (ver quadro abaixo).   

No dia 5 de novembro, a Petrobras anunciou que o botijão do gás liquefeito de petróleo (GLP) passou por um reajuste 8,5% nas refinarias. O resultado foi o aumento para R$ 25,07  (preço médio sem tributos). Conforme cálculos do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás), o ajuste anunciado deixa o preço praticado pela Petrobras aproximadamente 29% abaixo do preço de paridade internacional. 

Em nota, a Petrobras afirmou que havia aplicado, este ano, duas reduções nos preços, em janeiro e abril, e uma elevação, em julho.

"O novo preço representa um ajuste de 8,5%, ou R$ 1,97 em relação aos R$ 23,10 vigentes desde julho. A desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) foram os principais fatores para a alta. A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%."

Ronaldo Gil, proprietário de uma revenda de Caxias garante que seu preço está entre os mais baixos da cidade. Isso, segundo ele, é resultado do volume comprado e da negociação feita com as companhias. Mesmo assim, ele reclama que o que as vendas estão 30% menores.

— Além da crise, isso se deve ao calor, quando o consumo tem índice mais baixos — aponta Gil.

Foto:

DICAS PARA ECONOMIZAR


 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 30/05/2018. Chama de fogão ilustrativa do retorno do abastecimento de gás em Caxias do Sul. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Evite vazamentos

Verifique a mangueira do gás com frequência para garantir que não há vazamentos. Examine minuciosamente e certifique-se de está encaixada e dentro do prazo de validade. Se notar algum defeito ou vazamento, troque-a imediatamente. Isso garante a segurança e a economia do gás de cozinha.

Panelas proporcionais à boca do fogão

O uso da panela deve coincidir com o tamanho da boca do fogão. O contrário disso provoca desperdício de gás. Boa parte do calor gerado acaba passando para o ar e não para a panela.

Funcionamento do regulador de gás

O regulador reduz a pressão do gás que sai do botijão. Por, é fundamental que ele esteja funcionando com segurança. Verifique o regulador com frequência.

Tampe as panelas

Preparar a comida com a tampa fechada acentua o sabor e torna o processo mais rápido, com gasto de gás menor.

Use mais a panela de pressão

Como a panela de pressão cozinha com mais facilidade, é tida como aliada da economia de gás.

A cor da chama

Repare na coloração da chama. O ideal é que esteja azulada. A cor amarela indica que os queimadores do fogão estão desregulados e, por isso, acabam soltando mais gás do que o necessário.

Bocas limpas

Caso contrário, os alimentos levarão mais tempo para serem cozidos, e o gasto de gás será maior.

Alimentos de molho um dia antes

Essa atitude (válida para alimentos como feijão, arroz, grão de bico, ervilhas secas, grão de soja e semente de trigo) torna o cozimento mais rápido.

Descongele previamente

Carnes e outros alimentos que costumam ficar no congelador e são preparados no fogo devem ser descongelados um dia antes do preparo. Isso ajuda a reduzir o tempo de cozimento e gera uma boa economia do gás.

 Otimize o uso do forno

Quando for assar algo no forno, procure incluir mais de um prato na mesma leva. A cada vez que o forno é ligado, uma grande quantidade de gás é liberada para que ele fique aquecido.

Leia também:  
R
esponsável por 2,64% do PIB brasileiro, economia criativa atrai cada vez mais profissionais












 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros