Ásia é o principal destino das exportações de espumantes da Serra - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Vitivinicultura10/11/2018 | 09h00Atualizada em 10/11/2018 | 09h00

Ásia é o principal destino das exportações de espumantes da Serra

Nos próximos dias, sete vinícolas gaúchas participam da feira ProWine China. Expectativa de negócios soma US$ 300 mil.

Ásia é o principal destino das exportações de espumantes da Serra Lucas Amorelli/Agencia RBS
China, Japão e Singapura lideram a demanda pelo produto da Serra Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O vinho brasileiro estará presente, pelo terceiro ano consecutivo, na principal feira do setor na China entre os dias 13 e 15 deste mês. A quinta edição da ProWine no país ocorre em Shangai e receberá as empresas Aurora, Bueno Wines, Canção, Casa Perini, Miolo, Peterlongo e Salton, que integram o Wines of Brasil e 100% Grape Juice of Brazil. A China é um dos países-alvo dos dois projetos setoriais desenvolvidos pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) em parceria com a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

No acumulado dos primeiros nove meses desse ano, a Ásia teve participação de 41,6% no total de espumantes brasileiros exportados, com a remessa de 73,3 mil litros, que contabilizaram US$ 222,3 mil. Os principais compradores são Cingapura, China e Japão. A estimativa dos projetos é de que sejam comercializados cerca de US$ 300 mil nos próximos 12 meses, como resultado da feira, que deverá receber mais de 16 mil pessoas. Um dos objetivos é ampliar a presença no mercado chinês, um dos que mais cresce em consumo no mundo. De janeiro a setembro, a China ampliou em 73,2% a importação dos espumantes do Brasil, com U$ 57,1 mil negociados.

O gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini, destaca o número de vinícolas brasileiras nesta edição da feira – totalizam sete empresas –, enfatizando o bom resultado obtido na venda de espumantes, em especial os moscatéis, no mercado asiático. Bertolini afirma que o suco de uva também caiu no gosto dos chineses, que estão buscando, cada vez mais, consumir produtos saudáveis.

– A ProWine atrai público de diversos países orientais, por isso também é uma oportunidade de prospectar distribuidores e ampliar o espaço do vinho brasileiro, em especial com o foco em espumantes que temos trabalhado com maior ênfase neste mercado – explica.

Leia mais:
Iguatemi Caxias receberá seis novas operações até final de 2018
Lançamento de imóveis cresce 140% nos últimos doze meses em Bento Gonçalves 
Caxias lidera retomada fabril


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros