13º salário vai injetar R$ 613 milhões na economia de Caxias - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Economia29/11/2018 | 19h20Atualizada em 29/11/2018 | 19h20

13º salário vai injetar R$ 613 milhões na economia de Caxias

Valores se referem a trabalhadores com carteira assinada e beneficiários da Previdência Social

13º salário vai injetar R$ 613 milhões na economia de Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Cerca de R$ 613 milhões devem ser injetados na economia caxiense com o 13º salário em dezembro. A estimativa é do Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS).  O valor representa quase R$ 12 milhões a mais que o ano de 2017, quando foram pagos R$ 601 milhões. O valor envolve trabalhadores com carteira assinada e beneficiários da Previdência Social.

Leia mais:  
13º salário será pago nesta sexta-feira e anima comércio caxiense

Os empregos formais representam R$ 443 milhões que serão pagos a 144 mil caxienses com carteira assinada. A média por trabalhador deve ficar em R$ 3,078 mil. Os 105 mil beneficiários da Previdência do município devem receber mais de R$ 170 milhões — média de R$ 1,6 mil cada benefício.

A primeira parcela deve ser paga até hoje e o valor não terá descontos. A segunda parte, que tem de ser paga até 20 de dezembro, tem descontos do INSS e do Imposto de Renda (IR) e, se for o caso, pode haver abatimento de eventuais empréstimos consignados. 

Se há dívidas em atraso, economistas recomentam uma avaliação atenta do orçamento. Logo após a euforia de Natal e Ano-Novo, IPTU e IPVA, por exemplo, batem à porta. Sem contar os gastos chamados “sociais”, que sempre pesam: amigo-secreto, presentes para familiares e férias. 

Se sobrar invista

 A recomendação de economistas é de que, antes de definir o destino do dinheiro extra, as famílias façam um diagnóstico da situação financeira. A condição das contas domésticas deve determinar o uso do 13º. 

E se for possível usar o dinheiro em algo além de quitar pendências. A indicação da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor  (Proteste) é pensar em algo realmente importante e investir.

— Se o sonho é fazer uma viagem, o ideal é ter disciplina e não usar o dinheiro que entrou agora para comprar roupas, por exemplo. É focar os esforços para alcançar os objetivos, mesmo que sejam de longo prazo, e investir o dinheiro para concretizar algo que, realmente, trará felicidade —explica a técnica e representante da Proteste Verônica Dutt-Ross.

Quem recebe

* Trabalhadores do mercado formal, nos setores público e privado, inclusive domésticos. A partir de 15 dias de serviço, o trabalhador já passa a ter direito a receber. Os beneficiários da Previdência Social e pensionistas também recebem o 13º salário. 

* O não pagamento ou atraso é considerado uma infração e pode resultar em multas às empresas.



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros