"Queremos multiplicar por cinco o tamanho da empresa", diz nova direção da Voges Motores, em Caxias - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Venda01/10/2018 | 09h43Atualizada em 01/10/2018 | 09h46

"Queremos multiplicar por cinco o tamanho da empresa", diz nova direção da Voges Motores, em Caxias

Representante garantiu a permanência do atual quadro de funcionários e a contratação de novos trabalhadores

"Queremos multiplicar por cinco o tamanho da empresa", diz nova direção da Voges Motores, em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Carlos Eduardo França, advogado representante da Biehl Metalúrgica, de São Leopoldo, falou durante a cerimônia de posse Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A nova direção da Voges Motores, de Caxias do Sul, assume com a promessa de crescimento da empresa e com a garantia de permanecia do atual quadro de funcionários. A cerimônia de posse ocorreu na manhã desta segunda-feira, na unidade do bairro São Ciro, e contou com a presença dos trabalhadores e do Sindicato dos Metalúrgicos.

— A ideia é, em menos de um ano, multiplicar por cinco o tamanho da empresa atual. Vamos intercalar as demais empresas do grupo para que atuem em conjunto. Também prevemos o investimento de R$ 20 milhões para garantir esse crescimento. Estamos vindo para a Serra para fazer a Voges voltar a ser uma das grandes empresas de motores do Brasil — planeja o advogado Carlos Eduardo França, representante da Biehl Metalúrgica, de São Leopoldo, compradora da unidade.

Leia mais
Credores aprovam venda de unidade da Voges em assembleia 
Empresa de São Leopoldo faz proposta para comprar unidade da Voges
Voges Motores, em Caxias do Sul, terá nova direção a partir de segunda-feira

Durante a cerimônia, o representante também anunciou que a empresa deverá contratar novos empregados e dará preferência para ex-funcionários:

— Todos os antigos funcionários que desejarem voltar a trabalhar conosco podem ir até o Sindicato dos Metalúrgicos e fazerem a ficha cadastral. Mas, como a empresa está com a estrutura muito defasada, ainda não sabemos quantas contratações serão feitas neste primeiro momento. Acredito que dentro de 15 dias teremos algo mais detalhado para passar — diz França. 

A venda da unidade de motores do grupo foi confirmada na semana passada. No último dia 19, a Biehl havia ofertado R$ 40 milhões pela fábrica.  

A Voges se encontra em recuperação judicial desde 2013 e conta com 2,5 mil pessoas envolvidas. Atualmente, as duas unidades (Voges Motores e Metalcorte, junto à Maesa) empregam cerca de 400 trabalhadores.  



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros