Justiça deve liberar débitos trabalhistas da Voges nos próximos dias  - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Indústria26/10/2018 | 16h23Atualizada em 26/10/2018 | 18h40

Justiça deve liberar débitos trabalhistas da Voges nos próximos dias 

Para receber, ex-funcionários e credores precisam passar antes pelo setor jurídico do Sindicato dos Metalúrgicos e ter conta ativa na Caixa

Justiça deve liberar débitos trabalhistas da Voges nos próximos dias  Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Nova diretoria da empresa foi apresentada no dia 1 de outubro Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Correção:  O advogado Valdecir de Lima, que cuida do caso da Voges pelo Sindicato, comunicou na tarde desta sexta-feira (26) que o valor do pagamento ainda não está disponível para os trabalhadores credores. O administrador judicial ainda vai fazer a liberação do valor que cada um deve receber. A informação que o valor já estava disponível foi passada pela direção do Sindicato e ficou disponível no site até às 17h30min. 

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região informou na tarde desta sexta-feira (26) que o montante de R$ 2 milhões, respectivo a primeira parcela de pagamento dos débitos trabalhista referente a venda da Voges Motores, deverá estar disponível nos próximos dias para os trabalhadores credores da empresa. 

Leia mais:  
Credores aprovam venda de unidade da Voges em assembleia

Para ter acesso ao dinheiro, os trabalhadores precisam ter uma conta poupança (ativa) em qualquer agência da Caixa Econômica Federal e comparecer ao setor jurídico do Sindicato dos Metalúrgicos, no horário das 8h às 12h e das 13h30min às 18h30min, para preencher um formulário, apresentando o RG, CPF, número da conta, agência e nome do titular.

Além disso, cada trabalhador precisa procurar o advogado que acompanha seu caso para que este informe ao administrador judicial o valor dos seus créditos.

A venda

A venda da unidade da Voges foi decidida em assembleia com credores de ex-trabalhadores da empresa realizada em setembro.  A Voges Motores foi adquirida pela Biehl Metalúrgica, de São Leopoldo, que ofereceu R$ 40 milhões pelo negócio. Destes, R$ 20 milhões foram destinados para o pagamento dos direitos trabalhistas. Além dos R$ 2 milhões de entrada, serão pagas outras 18 parcelas de R$ 1 milhão. O parcelamento será repassado para o acerto com os trabalhadores.   

Ao todo, as pendências trabalhistas totalizam cerca de R$ 70 milhões. Portanto, o montante obtido no negócio deverá cobrir apenas 25% das rescisões. A outra metade será destinada à realização de melhorias na infraestrutura da empresa. 

O processo envolve 2,5 mil trabalhadores. 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros