Confecção da Serra planeja expansão no varejo - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Caixa-Forte02/10/2018 | 17h00Atualizada em 02/10/2018 | 17h00

Confecção da Serra planeja expansão no varejo

Novo empreendimento comercial será aberto em seis meses

Confecção da Serra planeja expansão no varejo Tatiana Cavagnolli/divulgação
O negócio começou em agosto de 2008, com a produção em casa de peças destinadas às amigas no tempo livre de Marelaine Corso, proprietária da Detalhe Básico Foto: Tatiana Cavagnolli / divulgação

Ao completar 10 anos no filão de alfaiataria feminina, a Detalhe Básico, de Flores da Cunha, alinhava novidades no mercado.   

A primeira: a grife, que possui loja-sede no Centro de Compras Farroupilha, na cidade do kiwi, planeja inaugurar novo empreendimento comercial na Serra, em local mantido em segredo por questão estratégica, num horizonte de seis meses.

A segunda: a recém-lançada coleção primavera-verão 2018-2019 já gerou incremento de 40% nas vendas em comparação à estreia das peças de outono-inverno.  

O impulso é resultado do reposicionamento da marca, comandada por Marelaine Corso (foto), com as coleções assinadas pela estilista Gabriela Pessoli, que vive em Milão.

– Antes eram desenvolvidos de 12 a 15 looks em cada coleção e, atualmente, são mais de 50 – destaca Marelaine.

A resposta do público nos últimos anos exigiu a triplicação da confecção, a modernização da estrutura e o reforço do quadro de funcionários, ao lado de estratégias como a participação em feiras e eventos. 

O negócio começou em agosto de 2008, com a produção em casa de peças destinadas às amigas no tempo livre de Marelaine, durante a conclusão do curso de Tecnólogo em Moda do Senai, com a mesa de jantar transformada em mesa de corte, e a cozinha, onde duas máquinas estavam instaladas, em atelier de costura. Quarenta dias depois, em abril de 2009, era aberta a loja da Detalhe Básico no Centro de Compras Farroupilha, local em que se mantém como ponto de venda principal da marca.

Para dar conta da produção das peças que atenderiam à loja, uma parte da residência da empreendedora foi destinada à confecção e a primeira colaboradora contratada. Em agosto do mesmo ano, foi realizada a segunda contratação. 

Hoje, a empresa conta com 11 funcionários diretos, além do apoio de colaboradoras externas e de um departamento para fabricação de jeans. Em 2013, com o negócio evoluindo a cada coleção, o marido de Marelaine, Evandro Corso, entra na sociedade.


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros